Economia de Caxias foi melhor (1,9%) em maio sobre abril. Na comparação com maio de 2015, queda foi de 9,2%.

Nenhuma entidade ou administração pública de cidade gaúcha, sequer Porto Alegre, como nem mesmo o governo estadual, atrevem-se a medir o desempenho mensal da economia local, mas Caxias do Sul faz isto, tudo a partir de serviço conjunto da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Os dados permitem tomar o pulso da conjuntura econômica de modo muito rápido, permitindo que os agentes econômicos e a população posicione-se mais rápida e eficazmente. Caxias do Sul é o segundo maior município do RS e é o principal centro industrial do Estado.

A economia de Caxias do Sul registrou alta de 1,9% em maio, na comparação com abril. O setor de comércio foi o que registrou o melhor desempenho, com alta de 10%, enquanto a indústria cresceu 1,6%. Os serviços, porém, tiveram queda de 2% em suas atividades no período. É o que mostra a pesquisa realizada pela  divulgada nesta quinta-feira.

Na comparação com maio de 2015, a economia caxiense, no entanto, registrou queda de 9,2%. No acumulado dos últimos 12 meses, a queda foi maior: menos 18,25%. No acumulado de janeiro a maio também houve redução, dessa vez de 12,4% na economia local. Houve desempenho negativo, na comparação entre maio e abril deste ano, de apenas um dos itens que compõem o Índice de Desempenho Industrial (IDI/Caxias): capacidade instalada (-2,7%). Os demais componentes apresentaram crescimento em índices que variam de 0,2% a 6,8%. Na comparação com maio de 2015, houve queda de 9,4% no comportamento geral da indústria, e no acumulado do ano, a redução foi de quase 15%.

Empregos
No mês de maio, foram reduzidos 779 postos de trabalho, uma queda de 0,5% no total de empregos formais, cujo estoque hoje é de 163.412. Na indústria, foram 579 empregos a menos. O comércio abriu 57 novas vagas em maio. “De meados de 2014 até agora Caxias do Sul amargou a perda de 20 mil empregos, e isso é muito ruim. O auge do desemprego foi em 2015. Agora, esse ritmo vem caindo. A redução do emprego deverá continuar por algum tempo, mas em ritmo menor”, comentou Astor Schmitt.

Também participaram da coletiva de apresentação do desempenho da economia de Caxias do Sul o diretor-executivo da CIC, Victor Hugo Gauer, o diretor da CDL Ivonei Pioner e a assessora de Economia, Finanças e Estatística da CIC, Nara Panazzolo.

Nenhum comentário: