Entenda como o Uruguai transformou-se num País de maconheiros

Este perfeito idiota esquerdista latinoamericano, o ex-presidente José Mujica, liberou a maconha no Uruguai. 

O título original da entrevista do deputado Osmar Terra é "Apreensão de maconha cresceu 71%  no Uruguai, em 2015", mas o editor resolveu clarear o assunto com o título que disponibilizou acima.

Leia a informação passada ao editor pelo deputado:

Quando o congresso uruguaio aprovou a liberação da maconha, no dia 10 de dezembro de 2013, havia a promessa de que com a medida, o tráfico da droga diminuiria. Dois anos depois, os fatos provaram o contrário.
    
De acordo com dados divulgados no dia 14 de janeiro pela Dirección General de Represión al Tráfico Ilícito de Drogas, do Ministério do Interior, a apreensão de maconha em 2015 cresceu 71% em relação a 2014. Durante o ano passado, a polícia uruguaia confiscou 2,5 toneladas contra 1,4 tonelada no ano anterior.
     
O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), autor do novo projeto de lei antidrogas, aprovada na Câmara e em tramitação no Senado, comenta:
     
- É a prova que a liberação da maconha fracassou, não deu certo. A liberação conseguiu, na verdade, o aumento do tráfico. É bom lembrar que durante a campanha eleitoral, seu sucessor, Tabaré Vazquez, da mesma Frente Ampla, disse ser contra a liberação, mas que seria obrigado a cumprir a lei aprovada no Parlamento.
     
Terra faz um alerta em relação ao aumento do tráfico de maconha no Brasil:
   
- As cidades da fronteira do Rio Grande do Sul e Uruguai tornam-se um alvo fácil para este crime e as primeiras vítimas são nossos jovens, graças à liberalização da maconha no pais vizinho.

19 comentários:

Anônimo disse...

ALIENAÇÃO MENTAL por outros débeis mentais no poder!

AMÉRICA LATRINA de vagabundos.



Paulo Helmich disse...

Pois é este mesmo o objetivo da esquerda: transformar o povo em maconheiros sem vontade própria, ou seja, idiotas!

Anônimo disse...

Esse terra, é um imbecil canalha. Burro demais, e agora obcecado com o que os uruguaios fumam ou deixam de fumar. Vai arrumar algo de útil pra fazer. Aposto q os playboys dos filhos dele são maconheiros pra explicar tamanha obsessão.

Anônimo disse...

Políbio,

O jornal "El Observador" trás dados alarmantes do aumento da violência no Uruguay (o El Pais é tipo a ZH) após a liberação da maconha.

JulioK

Unknown disse...

.
Quando te proíbem de fazer algo mais curioso você fica de fazê-lo!

NÃO A PROIBIÇÃO!

O que causa a violência é a proibição não a maconha!

Não quer que seu filho use? Eduque-o para não usar!

EDUCAÇÃO SIM, PROIBIÇÃO NÃO!

Anônimo disse...

Em Porto Alegre não está liberada também?
Andando pela cidade baixa ou no Parque Farroupilha me dá a impressão que sim.

Anônimo disse...

Estou em Montevideo. Cidade muito bonita mas muito suja com muitos mendigos e gente puxando fumo na Rambla. Paraíso perfeito para os esquerdistas. Nem comento o que vi em Punta del Diablo. É uma garopaba da década de 60 com muito esgoto a céu aberto entre as casas e restaurantes. É ponto considerado fashion pela turma...

Anônimo disse...

O mesmo aconteceu na Holanda: liberaram as drogas e depois, ante ao alto consumo e seus efeitos, fecharam Não aprenderam a lição de um povo mais evoluído.

Anônimo disse...

Agora entendo as razões da liberação da maconha no Uruguai. Em Porto Alegre em poucos dias teremos um forunzinho social mundial onde discutirão a crise do capitalismo, só estando mesmo bem chapados, não devem ainda nem saber que o muro de Berlim CAIU ou se alienaram mesmo, sabem como são os usuários de drogas! Enquanto isto os USA tiveram produção recorde de carrões, tem a gasolina a R$2,08 o litro, não tem o Vírus Zika (exceto importado do Brasil) nem Shikungunya, nem dengue, provas estas que indicam que o Brasil está atingindo os objetivos do Foro de São Paulo para epidemias terceiro mundistas. Já quanto a corrupção Brasil e Venezuela estão competindo taco a taco, mas os petistas tem muitos pixulecos na agulha!

Anônimo disse...

Votar no pmdb nuca mais. Antonio Brito, Rigoto e Sartori. Três vagabundos que só mamaram no estado e ganharam bola com as vendas de estatais.

Anônimo disse...


"EDUCAÇÃO SIM, PROIBIÇÃO NÃO!"

Com todo respeito, Sr. Edvaldo Moura, estais muito equivocado:

EDUCAÇÃO SIM, PROIBIÇÕES TAMBÉM!

Educar, Sr. Edvaldo, também é proibir.

DESEDUCAR é NÃO PROIBIR.

Definindo o que é proibir:

PROIBIR é impedir pessoa de fazer algo que lhe prejudique e ou prejudique a sociedade.

Sr. quer liberar o uso da droga? Então lhe digo:

PODES USAR E TRAFICAR DROGAS, inclusive maconha, em CUBA, CEREIA DO NORTE e em Marte.

Aqui o consumo causa PREJUIZOS a SOCIEDADE BRASILEIRA, todos nós pagamos para recuperar deficientes mentais em decorrência do consumo de drogas, inclusive maconha.









Anônimo disse...

Somente um perfeito idiota e antiquado blogueiro fundamentalista de direita acha que pode sair ofendendo aqueles que não compartilham com suas ideias neoliberais retrógradas da década de 60. Bando de intolerantes recalcados!!!

Anônimo disse...

A guerra as drogas falhou, todos sabem disso. Proibição só leva a violencia com o surgimento de nichos extremamente lucrativos para criminosos. Quanto mais se combate mais forte e lucrativo fica o trafico.

Polibio, deixe de ser cabeça dura e abre essa mente. Leia sobre o periodo da lei seca que vigorou nos EUA durante a década de 20. Aquilo virou uma guerra civil! O mesmo vale para a lei-seca das drogas!

A decisão foi correta do povo Uruguaio, assim como foi o pioneiro no voto feminino e liberaçao da escravidao.

Abraço de um fiel leitor.

Anônimo disse...

Se é tipo a zh não tem credibilidade alguma. Salvo alguns boçais como você, que só sabem reproduzir as merdas que lêem em porcarias alienantes.

D.G. disse...

Chamar Pepe Mujica de idiota so comprova o que os colegas de profissão dizem do mesmo no meio.Ate alguns anos atras era chamado de meio maluquinho hoje nos bate papos pela rua da praia e que o coitado esta esquizofrenico e chupa cabra por copiar todos os seus posts de outras fontes que não as suas e para parecer que são dele come algumas letras ou agrega algumas,coitado não sabe o quanto esta ridiculo no jornalismo.

Anônimo disse...

O que tem de MACONHEIRO aqui se EXPLICANDO é um ESPANTO! NEM um destes
trastes tem qualquer conhecimento de farmacologia e se o tem ou teve, o vicio o apagou, eliminou, e ainda tem a petulância de querer comentar abertamente seus débeis achismos. Tinham que ser petralhas, aqueles do partido-quadrilha!!!!!!

Anônimo disse...

É só tocar no assunto " liberação das drogas" que a esquerda já fica ouriçada. Hahahaha. Eles acham que liberando e legalizando vão diminuir o " poder do tráfico " ! Eles estão certos, afinal tudo que é vendido legalmente no Brasil não tem mercado negro e não envolve criminosos, exemplos: carros, celulares e cigarros.
Sem falar que no Brasil, a fiscalização e o controle de tudo funcionam 100%, muuuuiiito melhor que na Holanda ( onde o mercado negro aumentou sim) ou até mesmo no Japão. Aqui no Brasil é tudo muito bem controlado e fiscalizado.
Depois é só o viciado ( desculpem) usuário chegar para o traficante amigo, de quem ele comprou por anos a fio e dizer: " a partir de hoje não compro mais droga de você" e o traficante como é uma pessoa integra e honesta vai dizer: " tudo bem".
Me façam rir mais petralhas!! Hahahaha.

Anônimo disse...

Eu questiono: não foi ordem do Obama? Uma verdade bem conhecida é que os EEUU aproveitaram para quase imediatamente fazer a mesma coisa, ao menos em alguns Estados.

Anônimo disse...

Esse véio maconheiro é o Olívio "coronhada" Truta dos uruguaios...Com suas idiotices e malfeitos, ferrou ainda mais um país de apenas 3 milhões de habitates, espremido entre Brasil e Argentina, que luta pra sobreviver e não tem margem de erro.... A redenção do Uruguai era a Zonamerica, área de livre comércio, próxima ao aeroporto de carrasco, mas a vanguarda do atraso "de la banda oriental" fez de tudo pra acabar com esta iniciativa do "capitalismo explirador". Mesma coisa que o PT fez com o cluster automotivo de POA, com Ford, GoodYear, Laminadora e MUITAS outras que agora estão na BA, PR, SC e interior de SP.