Balança com Alemanha é altamente deficitária para o Brasil

A visita de hoje da chanceler Ângela Merkel representa o esforço alemão para melhorar ainda mais sua posiçao no comércio bilateral, já altamente favorável a Berlim.

O editor pediu dados para a ACI de Novo Hamburgo e pode informar que a balança comercial entre os dois Países tem sido altamente deficitária para o Brasil:

2014
Exportações, US$ 6,6 bilhões
Importações, US$ 12,8 bilhões
Déficit contra o Brasil, US$ 7,2 bilhões

O momento de maiores trocas foi 2011', com vendas de US$ 9 bilhões, compras de US% 15,2 bilhões e déficit de US$ 6,7 bilhões.

4 comentários:

Anônimo disse...

sem duvida...

vamos exportar o que para os alemães, que ja fabricam praticamente tudo e de melhor qualidade?

que tipo de produto tecnológico - e de maior valor agregado - poderíamos exportar para os alemães que eles nao tenham melhor e mais barato por la?

vamos ficar eternamente nessa de exportar grãos...

puf...

Anônimo disse...



Abaixo essa palhaçada petista chamada de MERCOSUL - Ninguém quer Paraguai, Argentina e Venezuela de sócios!!

Só trouxa e petista mesmo. Ah, desculpe! Os dois são a mesma coisa!

Anônimo disse...

Dona Angela veio se reunir com a Madame para acertar a participação das rmpresas alemãs nas licitações de concessões de serviços públicos de infraestrutura e de energia.
É mais dinheiro (riqueza) que vai embora, ficando aqui só salários e olhe lá. Pois ainda vão flexibilizar os direitos trabalhistas.
É esperar prá ver.
Madame estava bem dócil

elias disse...

Trocamos grãos e carne de frango por Mercedes, Porsches, BMW, kkkk.;
Haja frango, hein ? Seria hilário se não fosse trágico!
Que estado de merda esse nosso. E que povo politizado, hein?
Todos servidores públicos, de todos os niveis e poderes. Uns roubando do outro, pois não produzem nada, por mais necessário que seja seu trabalho.
O ultimo apague a vela, pois a luz já foi cortado com esse novo(????) icms.