Polícia investiga se foi política a decapitação de jornalista de blog em Minas. Colegas dizem que Evany falava demais.

O assassinato do jornalista Evany José Metzker, de 67 anos, repercute em jornais internacionais nesta quinta-feira. De acordo com a Polícia Civil, existe a possibilidade de que o crime tenha sido cometido por divergências políticas. O jornalista foi degolado na cidade de Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha, onde estava desde fevereiro investigando denúncias.

Colegas de Evany disseram para a Polícia que o jornalista falava demais e que por isto foi decapitado.

Os matadores inspiraram-se nas decapitações do Exército Islâmico. 

Existe ainda uma segunda hipótese em que o crime teria sido passional, o que a família de Evany, que escrevia no blog “Coruja do Vale”, descarta com convicção. O jornalista deixou como viúva a professora Hilma Chaves Silva Borges, de 51, com quem viveu durante 11 anos, em Medina. Antes, quando morou em Montes Claros, ele foi casado com uma outra mulher, com quem teve um filho, hoje com 17 anos e continua morando na cidade do Norte de Minas. 

5 comentários:

Anônimo disse...

Heliporto dos Perrellas e cocaína do Aécio.

Anônimo disse...

lei Celso Daniel?

Anônimo disse...

MAV ganhando vale sanduíche

Anônimo disse...

Afundados na lama, esses petistas não tomam jeito.

Anônimo disse...

O anônimo ignorante, o Perella é da base aliada do Governo Dilma.Portanto deixa de ser papagaio de pirata e vá se informar melhor.