Pascovitch, preso hoje, era operador das propinas do Estaleiro Rio Grande, RS

Milton Pascovitch, preso hoje de manhã na nova etapa da Operação Lava Jato, é o operador das propinas pagas pela Engevix e pelo Estaleiro Rio Grande, este sob controle da Quip e da Engevix, em Rio Grande, que se encontra em situação financeira complicada (leia nota abaixo).  

Com a prisão de hoje, os procuradores da Lava Jato devem obter mais provas contra José Dirceu e Renato Duque. E, também, contra Antonio Palocci.

Um comentário:

Anônimo disse...

Este ESTALEIRO RIO GRANDE leia-se ENGEVIX é o foco da corrupção instalada no Rio Grande do Sul, empresas como esta ENGEVIX só sobrevivem até hoje graças aos ADITIVOS NOS CONTRATOS.
Fim para este ESTALEIRO RIO GRANDE e empresas como esta ENGEVIX fontes da CORRUPÇÃO no Brasil.