Fepam fecha CMPC de Guaíba depois de forte vazamento de gás. 5 trabalhadores foram hospitalizados.

A polícia já sabe que houve forte vazamento de dióxido de cloro, gás, na empresa Celulose Rio Grandense, em Guaíba, RS. As atividades foram suspensas pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) nesta quarta-feira. As informações são da Rádio Gaúcha.

Pelo menos cinco funcionários foram atendidos no Hospital Regional do município, e transferidos para a Unimed de Guaíba.


Segundo a Fepam, o problema foi registrado na nova linha de produção, inaugurada neste mês no município. O trabalho permanecerá suspenso até que a empresa apresente o relatório da ocorrência, assim como medidas para solução do problema.

Nenhum comentário: