Médica de 31 anos, ex-princesa da Festa do Pinhão, teria sofrido AVC depois de dose de reforço contra vírus chinês

Ela morreu na sexta-feira, mas a notícia só ganhou destaque nesta segunda-feira.

O editor recebeu várias postagens no seu WhatsApp, informando que aos 31 anos, a ex-princesa da festa do Pinhão de Lages, na Serra catarinense, Flávia Burigo. Ela morreu após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) na sexta-feira. 

Flávia, que era natural de Palmeira e teria morrido cinco dias depois de ter sido vacinada com uma terceira dose da vacina contra o vírus chinês, segundo informações que circulam nas redes sociais.

Este não é o primeiro caso do gênero ocorrido em Santa Catarina. Flávia A estava internada há cinco dias em São José, na Grande Florianópolis. Ela deixou uma filha e o companheiro.


14 comentários:

Anônimo disse...

Essas vacinas experimentais já são um risco terrível... ainda há quem faça a terceira dose ... lamentável

Anônimo disse...

Mais um caso isolado...

Anônimo disse...



Outro precatório para a União pagar …

Alô … é do MIN Economia ?!

taquarimbo.blogspot.com disse...

caso isolado porque a midia suja do fique me casa nao da noticias de quantas pessoas morrem por dia vitimas da vacina e tem gente que comemora ter tomado a vacina , depois vai chorar pelas consequencias isso se nao morrer antes

Anônimo disse...

Fraudemia.

Anônimo disse...

Eu com idade avançada, já tomei a 3a dose e ainda estou por aki. Já estão falando em 4a dose. Coisa de maluco...não entro mais nessa de dose de reforço. Querem matar os velhos todos e os não tão velhos assim.

Anônimo disse...

obvio que o corpo nao vai aguentar todas essas bombas o tempo inteiro...

o "caso isolado" do cidadão ai de cima, sao os que tem reação meio que imediata...

fora os outros casos que virao que estao incubados..

tem gente achando que se nao morreu na mesma hora que tomou essas vacinas, que esta tudo ok...

Anônimo disse...

E qual vacina ela tomou para ter o AVC.

A reportagem não informa. Terá sido a Pfizer ????


Chris/SP

Anônimo disse...

Na sua idade espalhando mentira! O esposo negou essa fake news bolsonarista. Respeite a memória da doutora, respeite a familia e os amigos. Usar a morte precoce e trágica para inventar mentiras sobre vacina é algo doentio.

ZAPELINO B disse...

Lamentável a perda desta médica e linda mulher!
O editor já se preocupou em investigar se ela não era mais uma bostominion intoxicada por doses cavalares de cloroquina e ivermectina receitadas pelo Dr. CLOROQUINO, o miliciano capitão bunda suja, ladrão, cornudo, genocida e, agora descoberto, noivinha do sargento Aristides, ao invés de ficar propalando que ela veio a óbito em consequência de uma terceira dose de vacina???
A que nível tu desceste POLÍBIO BRAGA, em troca dos caraminguás da SECOM!!!

Anônimo disse...

"Uma mentira pode correr o mundo seis vezes antes que a verdade vista as calças". O viúvo da médica que faleceu pede respeito. Se é que o bigode entende o que é isso....

Anônimo disse...

Polibio, parabéns por estar divulgando informações que a grande mídia tem escondido da população.

Lara disse...

Humanidade CEGA indo pro MATADOURO pra terminar com a vida ... Acorda povo e saiam da fila do VENENO ... Acordemmmmmmmmmmmm

Anônimo disse...

Zé pequeno seu malcriado, respeite a moça pelo menos. Mas talvez seja pedir demais para pessoas da sua laia