Lava Jato prende secretário do governador João Doria. PF está nas ruas para pegar governos Doria e Witzel (Rio)

O juiz federal Marcelo Bretas mandou prender o secretário do governador João Doria.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira, a operação Dardanários para desarticular um esquema que envolve empresários e agentes públicos com a finalidade de realizar contratações dirigidas, especialmente na área da saúde. Entre os presos, segundo apurou o Estadão, está o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

O juiz federal Marcelo Bretas expediu seis mandados de prisão e 11 de busca e apreensão nas cidades de Petrópolis (RJ), São Paulo e São José do Rio Preto (SP), Goiânia (GO) e Brasília (DF). Os mandados judicias foram expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Os presos vão responder pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa e serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da justiça.

12 comentários:

Anônimo disse...



Bom dia, Polibio, bom leitores, que Jesus esteja com vocês.


Isso mesmo, mas não queremos que fique uns dias presos e depois vai pra casa desfrutar dos roubos usando tornozeleira eletrônica. Eles tem que se intimidarem para não voltar a cometer crimes e a prisão é para repreendê-los e evitar que volte a reincidir no crime. Se não nunca acaba o sículo vicioso.




Anônimo disse...

Custou... finalmente uma boa notícia na cidade de São Paulo: Andrea. Matarazzo é pré-candidato a prefeito na capital. Se a candidatura se efetivar, saio de casa para votar. Esse é administrador! Fez excelente trabalho em sub-regionais, foi candidato há tempos atrás, mas o PSDB o boicotou, sabotou, os planos eram outros, beeem outroooos!

Eduardo disse...

Ta fechando o circulo...

Anônimo disse...

O que o secretário de transporte tem a ver com roubo na saúde?

Anônimo disse...

Não fica dois dias no xilindró ! Este tem amigos, muitos amigos !

Anônimo disse...

Pergunta para o Doria.

Anônimo disse...

Eles não roubam em uma rua só, é onde estão, teve chance...crau!

José Corrêa disse...

Estão chegando no #Traidória!!!

Anônimo disse...

Me parece haver confusao, pois nao se trata dos governos Witsel e Doria, mas de passado qdo do governo de Sergio Cabral. Nao misturar alhos com bugalhos. Obs.: nao quero dizer que nao teremos investigacoes nos dois governos, apenas que nao os dw hoje.

Unknown disse...

Concordo amigo. Nos países avançados sabemos que há algum tipo de blindagem nos poderosos mas a lei funciona rigorosa para todos. Aqui se estimula as falcatruas pela sensação de punicao( quando ocirre) branda. É preciso e durecer as leis e faze-las cumprir. É em.krimera instância, respondendo o processo detido. Depois em segunda instância, sentenciado. Pode até recorrer ao STF se for o caso mas respondendo fato do. Assim.oa países mais maduros e dignos tratam os problemas dessa natureza, os crimes.ms fortalecer a família e a dedicação também é primordial

Anônimo disse...

Se pegasse 80% dos políticos, hoje, com mandatos ou sem, e metesse na cadeia e jogasse a chave fora, não teria a mínima chance de nenhum ser inocente.

Anônimo disse...

O João Doria e Bruno Covas boicotaram o uso da hidroxicloroquina. Agora sabemos por que. Após a saída dos Estados Unidos da OMS, o primeiro financiador da OMS são as organizações do esquerdista globalista BIll Gates que estão atrás das vacinas. Segundo é o Reino Unido que tem a Universiade de Oxford também correndo atrás da vacina. TErceiro está outro grupo pesquisando a vacina. E tem os chineses dos quais o Doria gosta muito também pesquisando vacina em parceria no estado de S Paulo.
Imagina que a hidroxicloroquina iria estragar o negócio? O Gilmar Mendes deveria procurar genocidas em outro lugar. Inventaram um protocolo assassino para nenhum médico da rede púbica prescrever a hidroxicloroquina. Precisa de um "Lavajato" do Covid.