Dica do editor - Saiba como Bolonha convenceu os motoristas a deixarem os carros em casa


Bolonha, na Itália, encontrou um jeito criativo para incentivar os motoristas a deixarem os carros em casa.

CLIQUE AQUI para saber.

5 comentários:

Anônimo disse...

Pararam de vender carros de montadoras multinacionais que vendem carros a preço de rim? Pararam de incentivar o consumismo trocar carro todo ano? Pararam de movimentar o mercado de venda de carros e passaram a buscar qualidade de vida?

Anônimo disse...

Eu conheço Bolonha e outras cidades da Itália pois morei 4 anos lá. A questão é que lá tem estrutura para usar o transporte coletivo, as ruas são bem demarcadas, as Guardas Municipais (Vigili Urbani) multam mesmo e não tem conversa.
Aqui só tem uma solução é cobrar pedágio para andar no centro histórico...mas ái vai ter os petralhas e os psolistas que vão protestar e "debater" e debater e debater e nada...

Anônimo disse...

Só um maluco para sentar numa bicicleta e arriscar a vida em troca de sorvete. Se motocicleta, que é muito mais segura já é um perigo imediato, bicicleta então, é um curto-circuito com a morte. E se for idoso, então, qualquer queda em qualquer velocidade é fratura certa e o encurtamento da vida em muitos anos, senão a morte em pouco tempo.

Ariel disse...

O problema maior está, naturalmente, na industria automobilística...aí vocês verão o que seja desemprego!

Anônimo disse...

Isso se aplica bem para quem vive no Rio de Janeiro, na capital ou arredores, onde o risco de ser atropelado ou ter sua bicicleta roubada/furtada é altíssimo. "Modal bicicleta" só serve para locais civilizados.