Leite visita GM de Gravataí e aposta na permanência da montadora no Estado

A visita que o governador Eduardo Leite fez, ontem, ao complexo da GM, Gravataí, na companhia do prefeito Marco Alba, reafirmou o interesse dos gaúchos em manter a montadora no RS.

A GM ameaça sair do Brasil, caso não consiga estabelecer parâmetros para voltar ao lucro. A ameaça dirige-se também aos trabalhadores, dos quais reclama renúncias de pontos tópicos das atuais relações do trabalho, como também aos governos, dos quais quer mais benefícios fiscais.

Eduardo Leite e Alba foram recebidos pelo presidente da GM Mercosul, Carlos Zarlenga e pelo CEO do complexo do RS, Luís Mesa.

O governador disse que acompanha de perto e faz o que é possível para manter a montadora no Estado, mas não detalhou ações.

3 comentários:

Anônimo disse...

Claro que a GM vai ficar, só ver o tamanho do nosso mercado. Em lugar algum do mundo eles lucram tanto quanto em Banânia. Só estão incomodados com a perda da relativa exclusividade e vantagens que tiveram por 40 ou 50 anos e finalmente terem que fazer algum produto de qualidade, e implantar controles de qualidade e custos.
GM é só blefe.

ganhatudo disse...

No último anúncio que li, a GM teve lucro. Estão blefando. É coisa de jogador de pôquer.

Anônimo disse...

tem comentários de quem sabe tudo. Como sabedores de tudo, devem ter votado em lula e dilma, desde a "democratização". Parabéns.