Dallagnol disse que o investigado (Gilmar Mendes) não pode investigar o investigador (Receita Federal)

Dallagnol é mestre em direito por Harvard.

O procurador Deltan Dallagnol afirma em seu Twitter que o investigado não pode determinar a investigação, em alusão clara ao caso de Gilmar Mendes, que busca interferir no processo em que é investigado pela Receita Federal.

O chefe da Força Tarefa da Lava Jato pergunta:

-  Pode o investigado determinar investigação dos investigadores ? 

E obliquamente ataca Gilmar Mendes:

- Era essa inversão de papéis que o projeto de abuso de autoridade proposto contra a Lava Jato fazia, defendido adivinhem por quem...

21 comentários:

Anônimo disse...

Taca-lhe o pau Dall'Agnol!

Anônimo disse...


Seria mais consentâneo e prudente todos falarem “nos autos” porque se todo mundo for pra imprensa e pras redes sociais ... vira o que chamamos aqui no Rio Grande do Sul de briga de bugios !!

Pra quem não sabe, macaco bugiu quando briga, faz cocô na mão e joga no outro !!

Resultado : todo mundo sai cagado e nenhum vencedor !!!

Carlos Edison Domingues disse...

POLÍBIO O comportamento da "zelite" estatal me faz rir. Desentendimento, pouco jurídico, entre Procurador e Ministro degrada a credibilidade da função que exercem. Reitero a minha posição quando, há muitos anos atrás, defendi a discrição no desempenho do Ministério Público e da Magistratura. Naquela época, algumas autoridades, apressaram-se em chamar de MORDAÇA aos que não aceitavam o estardalhaço. O meu nome e a minha fotografia foram destaque com o título: A FAVOR DA MORDAÇA. Vinte anos depois rio para não chorar. Carlos Edison Domingues

Emmanuel Carlos disse...

Está mais do que na hora dos ministros se submeterem à lei ... Essa história de "quarto poder" terá paradeiro logo.

Anônimo disse...

TÁ CHEGANDO A HORA

NEM DEUS DEU CHANCE AO DIABO, EXPULSOU,DEU EXEMPLO!

EELE QUERIA QUE TOGADOS COMOELE NÃO PUDESSEM SER INVESTIGADOS? QUE MARAVILHA!

IMUNIDADE DIVINA, "BOCA LIVRE PARA ROUBAR E PROTEGER CUMPANHEROS"

Anônimo disse...

Beiçola, atenção! Os seus adversários bugios estão chegando! Corra, se for capaz, beiçola!

Anônimo disse...

Tá na hora de enquadrar esse hipopótamo beiçola!

Anônimo disse...

Nosso futuro Procurador Geral sabe o que fala, GM tem pitadas de psicopatia mas não rasga dinheiro nem come cocô...

Anônimo disse...

Caro Políbio
O GM deve estar pulando miudinho. Bem feito! Ele merece. Não é atoa que tudo fez para emplacar o projeto de abuso de autoridade junto com Renana e Cia, conforme x bem dito por Dallagnol. Aguardemos, pois, o desenrolar da investigação, mas, que o GM terá de explicar é fato!
Esther

Anônimo disse...

SAUDADES DA MINISTRA CORREGEDORA DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA A JUÍZA ELIANE CALMON QUE DISSE QUE HAVIA BANDIDOS DE TOGA! APENAS UMA PERGUNTA : POR QUAL MOTIVO BOLSONARO NÃO A CONVIDOU PARA COMPOR O MINISTÉRIO DELE !!??? CERTAMENTE ELA TEM A CORAGEM NECESSÁRIA PARA LEVAR INVESTIGAÇÕES, JULGAMENTOS E APLICAÇÕES DE PENAS À QUEM DE DIREITO!!! ESSA É UMA PERGUNTA DE UM MILHÃO DE DÓLARES ! KKK

José Silva disse...

Se um contribuinte qualquer constatar que a Receita Federal, a Polícia Federal ou o Ministério Público Federal estão lhe investigando por meio de procedimentos ilegais, tem todo o direito de pedir a investigação do investigador. Onde está o erro nisso?
Ou o Dall"Agnoll desconhece o caso do seu colega Luis Francisco de Souza que foi investigado a pedido do então ministro Eduardo Jorge por conta de investigações do procurador da República? E Luis Francisco de Souza, se não me engano, teria sido punido por isso.
E Dall'Agnol deveria explicar qual dispositivo legal autoriza um mero auditor-fiscal da Receita a investigar tráfico de influência ou corrupção. Não explica porque não tem como fazê-lo. O auditor pode investigar fontes de rendimentos de qualquer contribuinte. E só. De onde veio e para onde foi e se as movimentações constituem crimes são fatos que devem ser investigados por outras instituições.

Anônimo disse...

Assim era a...Gestapo, na Alemanha nazista, investigava a todos..

paulobon disse...

TODO CIDADÃO BRASILEIRO ESTA ABAIXO DA LEI, E O COAF, RECEITA OU QUALQUER ÓRGÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO FEDERAL TEM OBRIGAÇÃO DE VERIFICAR!
NÃO EXISTEM "CASTAS" E NEM "DONOS" DA LEI! - OU NÃO INVESTIGARAM TODA A VIDA DO TEMER E SUA FAMILIA E AMIGOS PARA IMPEDI-LO DE SE REELEGER? E QUEM ERAM OS MANDANTES? E O QUE ENCONTRARAM OS ASSASSINOS DE REPUTAÇOES?

Anônimo disse...

Dallagnol não é aquele cidadão que ingressou no MPF através de uma liminar que só foi analisada muito tempo depois, quando ele já fazia e acontecia como procurador? E o desembargador que deveria ter recusado a liminar pois o Dallagnol não cumpria as condições para assumir o cargo, considerou que era "fato consumado". Experimente alegar "fato consumado" num processo qualquer...

Anônimo disse...

Avante, Deltan! Ainda quero ver você no comando da PGR.

Anônimo disse...

Se a briga for em silencio a parte mais interessada que é quem paga essa porra toda nao toma conhecimento...temos que separar o joio do trigo e essa é a hora

Anônimo disse...

Ok, mas acho que tem cocô no beiço...

Anônimo disse...

Exatamente ... alguns bisbilhoteiros da 'vida dos outros' acham-se acima da lei.

Chris Almeida disse...

Concordo. Chega de esconder dos eleitores brasileiros quem é quem

Anônimo disse...

Continua usando mordaça!

Anônimo disse...

Tá a fim de vender o livrinho. Não vai conseguir. Kkkk