Nova greve dos caminhoneiros poderá sair dia 12 de janeiro

A decisão de ontem do ministro Luiz Fux de suspender na prática a tabela de fretes, precipitou a convocatória de nova greve dos caminhoneiros.

O editor recebeu mensagens de que a greve sairá dia 12 de janeiro, 12 dias depois da posse de Bolsonaro.

10 comentários:

Anônimo disse...

Manda baixar o cacete nestes caminhoneiros esquerdeopatas. Greve é coisa de vaagaabundoo e no novo Brasil isso não será admitido, tá ok. Vai ver se eles não voltam rapidinho quando sentir o peso da mão de ferro do novo Estado.

Anônimo disse...

O editor não sabe o que fala.

Anônimo disse...

CUIDADO CUIDADO Tudo que o PARTIDO COMUNISTA CHINES fala é a MAIS COMPLETA ABSOLUTA MENTIRA

Anônimo disse...

Quer saber. Não vai dar em nada. Na ocasião da última greve estava inserida junto com a redução dos combustíveis, também, a pauta da intervenção militar e que, por falta de perspectiva, a população apoiou.
Naquela ocasião, por conta de sindicalistas, colocaram esta jabuticaba da tabela de fretes, totalmente avessa às regras de mercado. Se a paralização for por este motivo, terão a população contra. Hoje temos um governo legítimo eleito e não seremos reféns desta patacoada. Pensem nisto.

Mordaz disse...

Mais uma vez vai ser chamado os militares, que o povo quer que sejam tratados na previdência sem direitos.

Anônimo disse...

Mas agora terá reação.

Anônimo disse...

Reação e povo contra.

Emmanuel Carlos disse...

Mas .... que bobagem!

Anônimo disse...



Vão apanhar que nem cachorro!! KKKKKK!

Tomara que dessa vez a população de idiotas nacionais não apoie essa anarquia!

Anônimo disse...

Espero que assim Bolsonaro privatize essa Petrobras de uma vez.