Leia, aqui, a abundante (33 páginas) decisão do desembargador federal Rogério Fabretto

A peça que decidiu a soltura de Lula (leia abaixo), de lavra do desembargador federal Rogério Favretto, tem abundantes 33 páginas.

Poderia ser uma tese de doutorado.

O desembargador surpreendeu pelo volumoso cartapácio, elaborado em tão pouco tempo.

Um fenômeno.

CLIQUE AQUI para ler, estudar, copiar, arquivar e passar adiante. Vale a pena.

9 comentários:

Luciano disse...

Desculpe Políbio. Recém almocei. O almoço estava ótimo e eu não quero antecipar a sua saída do meu organismo. Se eu ler a decisão que mandou soltar o Lula, certamente vou vomitar.

Anônimo disse...

Ninguém é burro de nao perceber que esse golpe já estava sendo armado a muito tempo. Esse juiz tem que ser severamente punido.

Anônimo disse...

Um escárnio...Não passara

Anônimo disse...

A decisão de Favreto mais parece a defesa de advogado de Lula.

Anônimo disse...

Moro está de férias mas decidiu despachar contra Lula
DOM, 08/07/2018 - 14:11


Jornal GGN - O juiz Sergio Moro teoricamente está de férias até o dia 31 de julho mas, neste domingo (8), ele decidiu se ocupar tentando uma manobra jurídica para evitar que o ex-presidente seja solto por ordem do desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Anônimo disse...

polibio, só tem 17 paginas, da 18 até a 33 estão em branco.

Anônimo disse...

NÃO PERCA TEMPO COM ILEGALIDADE!

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Fenômeno é Moro pago e bem por nós e atendendo a ‘interésses outros’ como diria o Brizola. Moro recebeu as razões finais de defesa num processo e apenas dois minutos depois colocou no ar a sentença que era ex-tensa.

]a que interesses mesmo serve Moro? Pergunto por que somos nós que pagamos a ele ao final de cada mês.


Anônimo disse...

PELAMORDEDEUS NEM DISFARÇAM

O voto já estava pronto esperando só a oportunidade do plantão