Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre, quer criar Faculdade de Medicina

O Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre, tem projeto para criar um curso de graduação de medicina.

O HMV acaba de investir R$ 300 milhões na ampliação do hospital, que passou de 400 para 500 leitos. Antes da ampliação, a taxa de ocupação do HMV era de 92%.

Este ano, o hospital quer faturar R$ 800 milhões.

8 comentários:

Anônimo disse...

Mas a máfia branca não vai deixar..
Querem proibir novos cursos de medicina por cinco anos, para manter o mercado com poucos médicos e muitos ganhos para esses poucos exploradores.
É uma reserva de mercado da doença. Um cartel a medicina.

Unknown disse...

Parabéns!!!
Vocês merecem!!!
Agora só falta combinar com os russos(MEC)!!!

Anônimo disse...

Será que a "mafia branca" vai permitir, o MEC é fácil de convencer.

Anônimo disse...

300 milhões ? Melhor 30

Anônimo disse...

300 milhões ?
Melhor 30

Carlo Germani disse...

E a limitação idiota do ministério da educação em vetar novos cursos por 5 anos,nos cursos de medicina?

Tem faculdades lixos com cursos de medicina (e outros)? Tem.

Mas o impedimento de novos cursos,implica em vetar empreendedores sérios e de histórica comprovação empresarial,como o Moinhos de Vento,trará atraso na formação universitária de alto nível de futuros médicos.

Que os maus empresários do setor de faculdades ( e outros,também) que são a escória e visam apenas o lucro financeiro, sejam varridos da atividade empre$arial,e não,o impedimento de novos cursos ofertados pela iniciativa privada de sucesso.



Marcelo disse...

Quem usa a expressão "máfia branca" e acredita que falta faculdade de medicina no Brasil merece muito cair nas mãos dos médicos formados pelas infinitas faculdades de fundo de quintal criadas pela Dilma nos últimos anos. Ô mania de falar do que não entende...

Ricardo A. N. Dornelles disse...

O anônimo das 13h50 é burro.