Permanecem elevados investimentos diretos no Brasil

O saldo em transações corrente foi negativo em US$ 0,3 bilhão em outubro, de acordo com os dados divulgados ontem pelo Banco Central. Nos últimos doze meses, o déficit acumulado chegou a US$ 9,5 bilhões (equivalente a 0,48% do PIB), enquanto o ingresso de investimento direto no país (IDP) seguiu forte, acumulando US$ 83,4 bilhões no período. 

Esse resultado torna a necessidade de financiamento externo negativa em US$ 73,9 bilhões. 

Balança comercial - Na conta corrente, o destaque é novamente o forte superávit da balança comercial, de US$ 4,9 bilhões em outubro, impulsionado pelo forte desempenho das exportações. O déficit de serviços atingiu US$ 2,7 bilhões, ante saldo negativo de US$ 2,8 bilhões registrado no mesmo período do ano passado. Já o déficit de renda primária, de US$ 2,8 bilhões, ficou ligeiramente abaixo do registrado em outubro de 2016 (US$ 3,0 bilhões). 

Investimentos - Na conta financeira, os investimentos diretos no país registraram entrada líquida de US$ 8,2 bilhões. No mesmo período, os investimentos em ações foram negativos em US$ 0,1 bilhão, enquanto aqueles em renda fixa no país apresentaram entrada líquida de US$ 1,5 bilhão. 

2 comentários:

Anônimo disse...

💚💛💙 NÃO À "DEFORMA"da PREVIDÊNCIA feita pelo fascista Henrique Meirelles, sócio do Luladrão e do"carne podre"Joesley Batista. HM disse q.a sociedade= VÍTIMA DEVE PAGAR rombo da CORRUPÇÃO no INSS!

Carlo Germani disse...

Quase a totalidade dos investimentos é de CAPITAL externo.

Por que é assim?

Aos fatos:

1-Não há poupança nacional.O povo (maioria de imbecis coletivos) considera que prosperidade é consumismo.
Zero de poupança.
Torram tudo o que recebem financeiramente.Além da dívida financeira como bandeira de vida.

2-Os mega empresários,adoram depender do governo (qualquer um) para praticarem a economia fascista (leia-se oligopólios [vide JBS,por exemplo,
que destruiu o pequeno e médio negócio no setor de carnes] e terem no BNDES empréstimos a perder de vista com juros imorais (crime de lesa-pátria),...