Temer sanciona nova LDO. O salário mínimo será de R$ 979 em 2018

A nova Lei de Diretrizes Orçamentárias foi sancionada com vetos pelo presidente Michel Temer e publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial.

8 comentários:

Anônimo disse...

O Políbio precisa limitar o tamanho dos comentários pra evitar que alguns imbecis fiquem fazendo extensos "copicolas" de outros blogs e publicando aqui.

elias disse...

Essa diferença vou comprar letras de cambio. Ou um cdi.

Ou um apartmento no leblon. 3 Figueiras? - ok.

Anônimo disse...

Pois é, Políbio, se o povo ganha um salário mínimo e se a renda média nacional no Brasil é de aproximadamente R$ 2 mil, nenhum funcionário público, seja ele do Judiciário, Legislativo ou Executivo poderiam ganhar mais do que cinco vezes esse valor.
O Brasil precisa urgentemente fazer uma grande Reforma do Estado, antes da Reforma Tributária, pois se a tributária vier primeiro, s;o servirá pra aumentar ainda mais a carga tributária.
É preciso em primeiro lugar enxugar todos os gastos públicos, privatizar estatais e reduzir o tamanho do Estado pra depois fazer a Reforma Tributária.

Anônimo disse...

Juízes ganhando 100 mil por mês, isso que é justiça social !

Anônimo disse...

Quem consegue viver com um salário mínimo desses com uma inflação altíssima? Isso é trabalho escravo, o que é proibido no Brasil. Para os políticos a farra com o dinheiro público, para o povo trabalhador que sustenta essa corja migalhas.

Anônimo disse...

Anônimo das 21:39h. Os Juízes ganham bem porque estudaram para ganhar bem. E lutam para que seus salários não sejam rebaixados. Nós temos que fazer o mesmo, lutar para que as outras categorias também ganhem bem. E que as pessoas ganhem conforme seus méritos. Estudar e trabalhar sem serem exploradas.

Justiniano disse...


Isso explica porque não querem mudar as alíquotas do imposto de renda, porque 27,5% de 10 mil reais é muito para quem ganha isso, mas para quem ganha 100 mil é pouco essa alíquota.

O projeto previa escalonamento de 5 em 5% chegando ao teto de 35% que certamente atingiria quem ganhasse acima de 50 mil e todos juízes e deputados seriam taxados na alíquota máxima, por isso o berreiro.

Anônimo disse...

O salário mínimo R$ 979,00, ( é um salário migalha ) perto dos 4 bilhões aprovados para custear as campanhas dos políticos. É uma afronta ao trabalhador brasileiro. Quem com essa migalha consegue sustentar uma família? Vergonhoso