Mercado aposta em inflação e PIB ainda menores para 2017

As projeções para a taxa de juros deste e do próximo ano foram revistas para baixo, mesmo movimento verificado para o IPCA nos dois períodos e para a expectativa do PIB de 2017, segundo as estimativas coletadas até o dia 7 de julho e divulgadas há pouco pelo Relatório Focus do Banco Central. 

Juros - A mediana da taxa Selic recuou de 8,50% para 8,25% para o final de 2017 e passou de 8,25% para 8,00% para 2018. 
Inflação - As expectativas para o IPCA recuaram de uma alta de 3,46% para outra de 3,38% para 2017 e de 4,25% para 4,24% para 
PIB - 2018. Já a mediana das projeções para o crescimento do PIB passou de 0,39% para 0,34% para este ano e permaneceu em 2,00% para o ano que vem. 
Câmbio - Por fim, a mediana das expectativas para a taxa de câmbio permaneceu em US$/R$ 3,35 para o final deste ano e foi ajustada de R$/US$ 3,40 para R$/US$ 3,45 para o final do próximo ano.

3 comentários:

Anônimo disse...

Puro chute!

Anônimo disse...

Não estou fazendo ironia. Alguém poderia explicar porque a taxa básica de juros era 14% com a inflação de 10%. Agora com a inflação de 3,5 ela não deveria cair, imediatamente, para 7,5%?

Anônimo disse...

É preciso sempre estar atento a tres indicadores:

Taxa de juros;

Taxa de desemprego;

Taxa de crescimento do PIB