Alvo de 10 inquéritos no STF, Renan Calheiros diz que Temer será condenado pela Câmara

Sobre os mais de dez inquéritos que responde no STF, Renan afirmou que "não há nenhuma prova".

O blog O Antagonista pergunta hoje por que jornais como a Folha ainda ouvem um personagem tão enredado em investigações do MPF quanto o senador Renan Calheiros.

Nem este tipo de pergunta fizeram esta manhã os apresentadores do programa Agora, Rádio Gaúcha, que apresentaram o senador como o homem mais bem informado sobre o que acontece no Congresso, tentando homologar as torcida da RBS contra Temer.

Ora, Renan Calheiros é ouvido para justificar as posições dos jornais ou porque este tipo de investigado costuma ter espaço em momentos de esbórnia.

O ex-líder do PMDB disse que Michel Temer é "a ponta mais vistosa de um iceberg" e que as investigações "implodiram a parte que ficava abaixo da linha d'água":

- Na hora que a parte debaixo se desintegra, a de cima naufraga. O governo nasceu com uma razão questionável do ponto de vista político, que era reanimar a economia e estabilizar a política. Mas a política nunca esteve tão caótica e a economia continua desfalecendo. O governo parece um filme de terror.