Alckmin rebate Lula: "Riquinho não sou bem eu"

O governador Geraldo Alckmin respondeu nesta sexta-feira, as críticas feitas a ele pelo ex-presidente Lula, que em entrevista divulgada na quinta-feira, 20, nas redes sociais disse que o tucano “parece que mamou até os 14 anos e empinou pipa em frente ao ventilador".

“Meu pai era funcionário público, veterinário. Não tinha nem casa. Morava na fazenda onde trabalhava. Para fazer medicina eu dava aula. (Lula tem) R$ 9 milhões depositados para aposentadoria. O riquinho não sou eu”, disse o tucano após participar do lançamento das vigas da Linha 15- Prata do metrô, na Avenida Sapopemba.

A citação ao governador foi feita por Lula quando ele comparou as disputas para a Presidência contra José Serra (PSDB-SP) em 2002, que segundo o ex-presidente “foi civilizada”, e contra Alckmin em 2006, “que ficava bravo”.

- Nesta quinta-feira o BrasilPrev, do Banco do Brasil, comunicou ao juiz federal Sérgio Moro que bloqueou o montante de R$ 9 milhões do ex-presidente Lula. Parte do valor, R$ 7.190.963,75, é relativo a um plano empresarial da LILS (empresa de palestras do petista) e o outro, R$ 1.848.331,34, se refere a um plano individual.

20 comentários:

Anônimo disse...

E a fatia de Lula e Luis Claudio na JBS com a holddig LLS(LULA-LUIS-CLAUDIO)?

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkk!! Kkkkkkkkkkkk!

VIVA!! VIVA!! VIVA!!

Mais um petralha fedido foi para o saco!!! Menos budum no ar!!@

Kkkkkkkkkkkkk!!

Agora vai cheirar "caspa do capeta" junto com o próprio capeta!!! Kkkkkkkkk!!

Morreu o desgraçado, exatamente 10 anos depois de fazer top-top para o povo brasileiro, consternado com o acidente da TAM em 17/07/2007!

Quanta alegria!!!

A toda hora morre um petralha ou bolivariano!!!!

Há poucos dias morreu um outro desgraçado petralha, com 61 anos!

VIVA!! VIVA!!

E se foi também a Marisa Latrícia, se bem que não acreditamos em tamanha conveniência para Luladrão e para a própria!!

Muitos outros petralhas morreram também, recentemente!!

Kkkkkkkkkkkkk!! Kkkkkkkkkkkkk!!

Deus é brasileiro,honesto e justiceiro!

Deus guerreiro, do povo brasileiro!

Justiniano disse...

Estranhamente ela deposita todo esse montante num único dia, provindo da onde.

Onde anda a receita federal o COAF, porque qualquer valor acima de 100 mil é obrigado a declarar a origem. Esse dinheiro caiu do céu, surgiu do nada, como assim, cadê as autoridades tributárias não tem nada de irregular.

A Globo e os antagoniza não dão nenhum pio sobre essa escandalosa operação de Lula que demonstra desvio e propinas das empreiteiras. Como Lula "enricou" tanto com tamanho fortuna???

Anônimo disse...

Um analfabeto, ebrio, amigo do alheio, preguiçoso criticar um homem decente, que se formou em medicina as custas de muita aula de cursinho, só no Brasil mesmo.

Anônimo disse...

Me engana que eu gosto. Somos 204 milhões de trouxas pagando exorbitantes impostos sem nenhum retorno e uma aposentadoria que não compra nem os medicamentos necessários. O vagabundo e o esperto são os que mais se dão bem no Brasil. Somos o País dos malandros e espertos.

Anônimo disse...

Sim, mas e o resto da grana que o Lula escondeu com os laranjas ou no exterior?!

Anônimo disse...

Levantando a bola para dar força a uma 'inimigo' confiável. Alckmin era o governador que removeu o Tuma da investigação do Celso Daniel.

Anônimo disse...

Serio tu deve ter uma vida de bosta em que a maior alegria e postar estas coisas infantis e ainda achar que esta "abafando" hahahaha é para ter pena de uma criatura tão patetica, so imagino como deve ser uma vida horrível esta tua é tenho até pena de uma pessoa assim, deve ser triste e amarga e nem deve ter amigos a unica pequena alegria é postar estas coisas infantis em blogues é triste mesmo

Anônimo disse...

Pois eh o bebum com 9 milhoes imagina o q ele tem depois de 13 anos os filhos tambem tao bilionarios

Anônimo disse...

A midia esquerdalha ta calada pois ja tinha vindo a tona em investigacoes q o ladrao q arrancou o dedinho p se aposentar ainda jovem forte como touro recebeu 27 milhoes em palestras sim foram 27 milhoes de palestras por que a midia nao fala mais disto e sobre as tais palestras nao tem videos nao tem gravacoes nao tem selfies das pessoas uai cafe as provas das palestras eh nao tem...como como dito em delacoes essas tais palestras sao mentira o bebum recebeu milhoes em propropins ai inventram q eram d palestras p encobrir

Anônimo disse...

E aí, o pessoal do 247 não irá bostar nada aqui?

LULA repassou pouco dinheiro desviado da PETROBRAS pro 247?

Anônimo disse...

Anônimo das 22:12hs, acho que a sua vida é aquilo qu
E vc diz dos outros, é um verdadeiro esquerdopata, acusa os outros daquilo que vc faz.É só rindo.Esse blog é o Fio Terra para o anônimo das 22:12 descarregar seus complexos e traumas.

Anônimo disse...

defensor do lula:
"Lula não terá condições de se manter, com o dinheiro bloqueado"

aposentadoria do Inss desde que tirou o dedinho no ambulatório do metalúrgicos, aposentadoria de presidente (não duvido que aqui neste país ganhe dupla aposentadoria, uma por cada mandato) carro, segurança, motorista, cartão de crédito corporativo sem necessidade de prestar conta, ...

Que m... ter sido presidente

Anônimo disse...

O médico do PSDB Alkmin, disponibilizou na internet e ao público sua Declaração de Imposto de Renda, como lula fez? Resposta não.

Então que ele disponibilize para que o povo possa quais os bens que ele possuia antes de entrar na politica e durante a vida de politico.

Anônimo disse...

TEMER TEM R$ 18 MI EM IMÓVEIS QUE ANTES PASSARAM POR SEU OPERADOR YUNES:

Família de Michel Temer possui dois escritórios, uma casa e um andar inteiro de um prédio luxuoso, a maior parte de seus bens mais valiosos, tudo comprado do amigo advogado José Yunes, em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional, segundo levantamento da revista Veja; Yunes, ex-assessor de Temer na vice-presidência, ficou conhecido na imprensa depois que delatores da Odebrecht revelaram que ele recebeu em 2014 parte de uma propina de R$ 10 milhões repassada pela empreiteira a Temer para financiar campanhas do PMDB; "sociedade" conta com contrato de gaveta secreto, parceria oculta e impostos pagos com dinheiro em espécie; os dois são hoje investigados por corrupção; propriedades somam dez vezes o valor do chamado "triplex" do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula.

22 DE JULHO DE 2017

247 - Michel Temer mantém com o advogado José Yunes, seu amigo de mais de meio século e ex-assessor no Planalto na época em que era vice-presidente da República, uma sociedade bastante suspeita, para se dizer o mínimo.

Levantamento realizado pela revista Veja aponta que a maior parte dos bens mais valiosos da família do peemedebista teve antes como dono José Yunes. Todos eles foram vendidos para a família de Temer em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional.

A "sociedade" imobiliária entre Temer e Yunes tem, por exemplo, contrato de gaveta secreto, parceria oculta e impostos pagos com dinheiro em espécie.

As propriedades que tiveram o advogado como dono inicial, antes de serem compradas por Temer, somam R$ 18 milhões, cerca de dez vezes o valor do chamado "triplex" do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula.

Os bens incluem dois escritórios, uma casa e um andar inteiro de um prédio luxuoso, localizado numa das regiões mais valorizadas de São Paulo, a mais vultosa entre as negociações.

O prédio foi construído pela família de Yunes e Temer passou a ser dono de um andar oficialmente apenas em 2011, pagando por ele apenas R$ 2,2 milhões - três vezes menos o valor do mercado à época. Hoje, o conjunto vale R$ 14 milhões, também de acordo com o mercado.

Yunes ficou conhecido na imprensa depois que executivos da Odebrecht revelaram em delação premiada no âmbito da Lava Jato que ele recebeu em 2014 parte de uma propina de R$ 10 milhões que havia sido repassada pela empreiteira a Temer para financiar campanhas do PMDB.

PS: E nós coxinhas que tinhamos certeza que lula, metalúrgico, sindicalista, ex-Dep Fed, Presidente do Brasil com 2 mandatos, enfim, nove dedos (nine) era o politico mais rico no Brasil. Como nós somos bobinhos. Se cavocar um pouco mais aparece. Depois vamos ver os bens dos politicos profissionais aécio, serra, allkmin e FHC, para fazer um paralelo.

Anônimo disse...

Em "transações fora do padrão", Temer comprou R$ 18 milhões em imóveis de Yunes:

22/07/2017

Jornal GGN - Cheia de dedos, Veja publicou na edição impressa deste final de semana que Michel Temer comprou "alguns dos bens mais valiosos" da família presidencial de José Yunes, investigado na Lava Jato por supostamente ter operado propina ao peemedebista. A publicação ressaltou que as negociações não aparentam ter sido ilegais, mas nem sempre ocorreram dentro do "padrão convencional". O GGN foi o primeiro a denunciar o caso, em fevereiro passado.

"Os imóveis – uma casa, duas salas comerciais e um andar inteiro de um prédio em São Paulo – foram vendidos à família de Temer por Yunes e por empresas ligadas ao advogado, em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional – embora, repita-se, não haja nelas ilegalidades constatadas", publicou.

"A sociedade não tem nada de ilegal, até onde se sabe, mas a curiosidade inicial é que Temer e Yunes estão, ambos, sob investigação por corrupção. Um levantamento feito por VEJA mostra que alguns dos bens mais valiosos que a família presidencial possui atualmente tiveram Yunes como proprietário anterior", acrescentou.

No total, as transações teriam movimentado R$ 18 milhões.

Em fevereiro, o GGN abordou a compra de imóveis de Yunes por Michel Temer, revelada com base em documentos divulgados pelo Anonymous.

"Os caminhos de Michel Temer, da família Pinheiro, do Banco Pine e da incorporadora Yuny se cruzam em vários imóveis de Michel Temer e de sua holding Tabapuã", diz artigo de Luis Nassif que integra a série Xadrez.

Temer tem duas unidades no edifício Lugano, na rua Pedroso Alvarenga 900, uma construção luxuosa com conjuntos comerciais de 102 a 202 m². A incorporadora é a Yuny, dos Yunes.

No edifício na rua Iguatemi (https://goo.gl/4XecSC), Temer tem 2 salas com escritórios que vão de 350 a 700 m². Na região, escritórios de 350 m² custam de R$ 3,5 a R$ 7 milhões. Trata-se de uma obra faustosa também da Yuny.

Em 23 de maio de 2011, transferiu para a Tabaupã, empresa que tem em sociedade com a filha Luciana.

Quem aluga o escritório é Andréa Pinheiros, da BR Partners, e uma das herdeiras do banco Pine, filha de Jaime Pinheiro, o patriarca.

PS: Resumo da Opera: 18 milhões é o dobro do que o juiz mooro encontrou na operação raspa taxo de lula, incluido contas de poupança e Plano de Previdcia Privados, registrados na Declaração do IR de Lula.
No caso de Yunes e Temer se trata "apenas relativo a bens imóveis", assim sendo, seria Yunes laranja de Temer?

Anônimo disse...

Como é o sítio de Alckmin, para onde ele e família vão em aeronaves do governo:

Kiko Nogueira - Kiko Nogueira - 23 de fevereiro de 2016

Em janeiro, noticiou-se que a primeira dama do estado de São Paulo, Maria Lúcia Alckmin, a Dona Lu, utilizou as aeronaves oficiais em mais ocasiões do que os 25 secretários juntos.

Entre 2011 e 2015, ela fez 132 viagens, enquanto o secretariado do marido marcou 76. A resposta da assessoria de imprensa foi a de que ela estava cumprindo a agenda do Fundo Social de Solidariedade, entidade que preside.

O DCM obteve a planilha dos vôos através da Lei de Acesso à Informação. Na grande maioria dos passeios, ela voou no helicóptero estacionado no Palácio dos Bandeirantes. Há também um turbo hélice King Air, mas ele fica no Campo de Marte, a 26 quilômetros da sede do governo.

O relatório, porém, traz outro dado importante. Há 65 anotações das aeronaves oficiais relativas a dois endereços: Pindamonhangaba, interior de SP, onde a família tem um sítio, e o Palácio Boa Vista, em Campos do Jordão, residência de inverno e de descanso.

A média é de quase duas viagens por mês no mandato anterior.

Pinda é o berço político de Geraldo e está identificada no documento pelo nome ou pelo local onde está o aeroporto (Fazenda Santa Helena). A cidade fica a 146 quilômetros de São Paulo, ou uma hora e meia de carro.

No patrimônio declarado de Geraldo, de pouco mais de 1 milhão de reais, constam um apartamento no bairro do Morumbi, um carro, aplicações financeiras e a supracitada propriedade rural, subavaliada em 110 959,51 reais.

Anônimo disse...

Recordar é viver: Justiça bloqueia bens de cunhado de Alckmin por fraude na merenda escolar:

Via Estadão online em 18/1/2011

A Justiça Federal decretou o “imediato bloqueio” de bens do empresário Paulo César Ribeiro, o Paulão, por suposto envolvimento em cartel para fraudes no fornecimento de merenda escolar e financiamento ilícito de campanha eleitoral no município de Pindamonhangaba (SP).

Paulão é cunhado do governador Geraldo Alckmin (PSDB). A medida que torna indisponíveis seus bens foi tomada pela juíza Carla Cristina Fonseca Jório, da 1ª Vara Federal de Taubaté (SP).

“O requerido [Paulo Ribeiro], segundo as provas existentes, foi lobista e intermediou a doação do Grupo SP Alimentação a campanha do prefeito João Antônio Salgado Ribeiro”, assinalou a juíza, em despacho de 16 páginas. “Consta, também, que ele recebia propina da empresa Verdurama.”

A Verdurama Comércio Atacadista de Alimentos recebeu R$29,34 milhões da gestão João Ribeiro (PPS) no período entre 2006 e 2010. Investigação do Ministério Público Estadual constatou que o contrato foi aditado quatro vezes, expediente que permitiu a prorrogação sucessiva do negócio, com elevação dos preços do cardápio servido a 22.119 alunos. O Ministério Público aponta “diversas irregularidades e ilegalidades”.

Prefeito. A juíza também ordenou o embargo de bens do prefeito. “Verifico que ele deixou de tomar medidas concretas para punir os supostos envolvidos nas denúncias que chegaram ao seu conhecimento antes das eleições de 2008”, observou Carla Jório. A decisão alcança Silvio Serrano, ex-secretário municipal de Finanças que teria sido nomeado por indicação de Paulão. Um ex-sócio da Verdurama, Genivaldo Marques dos Santos, delatou o esquema. Ele disse que Paulão era o elo da SP Alimentação com a administração João Ribeiro.

“A petição inicial relata fatos gravíssimos de fraude em licitação, de desvio de verbas públicas, de enriquecimento e apropriação de verbas públicas”, assevera a juíza. “Depois de detida análise dos argumentos apresentados e dos documentos juntados pelo Ministério Público Estadual, observo que as narrativas iniciais estão apoiadas nas provas produzidas, interceptação telefônica judicialmente autorizada e busca e apreensões concretizadas.” (...)

Anônimo disse...

Delação da Odebrecht aumenta a pressão sobre Geraldo Alckmin:

Redação — publicado 09/12/2016 - Carta Capita

Executivos relataram repasses milionários em espécie para a campanha do tucano, diz jornal. Caixa dois ou pagamento de promessa?

Não há Santo sem passado, diz o velho adágio católico. Em acordo de delação premiada, executivos da Odebrecht admitiram ter feito repasses milionários de caixa dois, em dinheiro vivo, para as campanhas de 2010 e 2014 do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB). As informações foram reveladas pela Folha de S.Paulo na edição desta sexta-feira 9.

A delação, ainda não homologada pela Justiça, menciona um repasse de 2 milhões de reais em espécie ao empresário Adhemar Ribeiro, cunhado de Alckmin, relata o jornal. Os recursos seriam para abastecer a campanha do tucano ao governo estadual em 2010, e não foram declarados à Justiça Eleitoral.

Para a reeleição, em 2014, também foram realizados pagamentos de caixa dois, com a intermediação de Marcos Monteiro, hoje secretário de Planejamento de Alckmin. Ainda de acordo com a Folha, a negociata foi delatada por Carlos Armando Paschoal, ex-diretor da Odebrecht em São Paulo, responsável por negociar doações.

Em sua defesa, Alckmin afirma que apenas os tesoureiros oficiais de suas campanhas estavam autorizados a arrecadar doações eleitorais, além de considerar “prematuras” quaisquer conclusões extraídas de delações não homologadas. A assessoria de Marcos Monteiro, por sua vez, informou que o secretário atua como tesoureiro do Diretório Estadual do PSDB há apenas dois anos, e sempre prestou contas à Justiça Eleitoral.

Os depoimentos reforçam, porém, a suspeita de que o governador paulista é o “Santo” mencionado nas planilhas da Odebrecht apreendidas pela Polícia Federal. No fim de setembro, quando foi deflagrada a 35ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Omertá, os investigadores da Lava Jato tiveram acesso a uma série de e-mails que tratam de propinas em dezenas de grandes obras da construtora pelo País.

Todos os e-mails com indícios de supostos esquemas de corrupção com participação da companhia são de seus funcionários e datados a partir de 2003. A maioria é do chamado Setor de Operações Estruturadas da empresa, intitulado pela Polícia Federal como “departamento de propina”.

São pelo menos 30 mensagens que tratam de pagamentos indevidos, identificados internamente pelos empregados com a sigla DGI, que foram trocados entre executivos da companhia e o próprio Marcelo Odebrecht. (...)

Anônimo disse...

Deveriam explicar ao "xuxu", digo, "santo" que destes 9 mi, 7,2 são de aposentadoria dos empregados da Lils. Dinheiro estes q foi ganho com as palestras pagas pela globo, mucrosoft, veja, fsp e outras. Tudo registrado com impostos pagos na receita!