Taurus diz que suspendeu venda de armas para o Djibouti, quando percebeu que encomenda iria para o Iêmen

Conforme o editor informou ontem, as transações com Fares Mohammend Hassan Mana'a teriam ocorrido ainda em 2013. Ele opera na região do Chifre da África nos últimos dez anos. Documentos citados no processo indicam que as armas seriam supostamente enviadas pela Taurus ao Dijbouti, mas acabaram redirecionadas para Mana'a.

A fábrica gaúcha de armamentos Forjas Taurus divulgou nota oficial, nesta segunda-feira, esclarecendo sua posição quanto à denúncia no Ministério Público Federal (MPF) sobre um carregamento de 8 mil armas que teria sido negociado para venda ao Djibouti, mas que teria sido desviado para o Iêmen, país que sofre sanção internacional para aquisição de armamentos. 

Conforme a Taurus, foi determinada a retenção de mercadoria em trânsito e colocado à disposição para o governo do Djibouti a devolução dos valores pela transação comercial. A companhia salientou, ainda, que "não existe hoje qualquer tipo de restrição ao comércio com o Djibouti".

"Conforme veiculado pela mídia, existe uma ação penal que tramita sob segredo de Justiça na 11ª Vara Federal de Porto Alegre, contra dois ex-funcionários da Companhia e um cidadão iemenita, por suposta venda irregular de armas, no ano de 2013, para o Governo do Djibouti, cujo destino final seria o Iêmen", aponta o comunicado da Taurus. A empresa salienta que pediu para ser habilitada no processo na "condição de interessada, com o objetivo de bem esclarecer ao juízo sobre os fatos de seu conhecimento e prestar o apoio necessário nas investigações".

4 comentários:

Anônimo disse...

A Taurus está deixando a desejar.Não tem concorrência.Existem vários casos em que a pistola Taurus deu problema na mão de policiais.Um caso recente foi de um PM no RJ,que disparou contra o colega dentro da viatura,ele alega que foi a pistola Taurus com defeito.Isso é gravíssimo.E agora,este assunto do Iêmen.Muito ruim para a imagem da Taurus.Infelizmente.

Anônimo disse...

POR ACASO OS DOLARES DO IEMEM VALEM MENOS QUE OS DOLLARES DOS USA?
A TAURUS DEVERIA PODER VENDER SUAS ARAMAS PARA QUALQUER PAÍS.
OS PROBLEMAS IDEOLOGICOS E COMERCIAIS COM O IEMEM DEVERM SER GERENCIADOS PELO ITAMARATI. A TAURUS PARA VIVER TEM QUE CONTINUAR VENDENDO!!!

CaioB disse...

A Rússia vende, a China vende, os USA vende, todos os países vendem e compram armas de todos os tipos para todos os fins, para todos os públicos.
Pela notícia, a Taurus vendeu armas de defesa pessoal.
No Brasil as pessoas de bem são proibidas de possuir qualquer tipo de arma, até facas de cozinha. Os marginais podem ter e portar qualquer tipo de arma, importam armas de ataque - kalishnikov, AR-15, Remington, Fal, metralhadoras, lança foguetes, granadas e o resto do arsenal - e dos nossos mui dignos representantes nada se escuta, da mídia amestrada e comprada nada se lê, nada se lê dos políticos que até há poucos dias detinham o governo do Brasil.
Entreviste um Policial Federal - em off, evidentemente - com lotação na fronteira com o índio cocaleiro. Será estarrecedor?

Anônimo disse...

Vender armas de baixa qualidade, comprovada pelas PMs de todo o Brasil?
Com o agravante que esse armamento vai para matar gente indefesa, em "países" em constante convulsão!