Nestor Cerveró diz que Dilma "entregou" todas as diretorias da BR para Collor. "Foi troca de apoio e de propina", denunciou Cerveró.

As delações de Cerveró, que agora chocam o País, estão em poder da Procuradoria Geral da República, que nunca vazou nada e nem adiante foram. Teori Zavascki também as conhece. O que vaza agora é material apreendido pela PF na casa do senador Dulcídio Amaral, que tinha cópia de tudo na sua casa.
CLIQUE AQUI, também, para ler reportagem de Veja com denúncia de Nestor Cerveró sobre partilha de dinheiro sujo da BR Distribuidora para vários políticos, entre eles o secretário dos Transportes do prefeito de SP, Jilmar Tatto, PT. 

Desde a madrugada de hoje repercute intensamente a nova revelação feita pelo jornal O Estado de S. Paulo, segundo a qual o ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, um dos delatores da Operação Lava-Jato, declarou à Procuradoria-Geral da República que o senador Fernando Collor (PTB-AL) lhe disse, em setembro de 2013, que a presidente Dilma Rousseff havia garantido ao parlamentar que "estavam à disposição" dele, Collor, a presidência e todas as diretorias da BR Distribuidora.

E tudo em troca de apoio e de propinas.

Em depoimento prestado no dia 7 de dezembro de 2015, Cerveró relatou os bastidores das indicações para cargos estratégicos na Petrobras, principalmente na BR Distribuidora, apontada pelos investigadores como "cota" pessoal do ex-presidente Collor (1990/1992).

É a primeira vez que revelações de uma delação premiada de grosso calibre ataca diretamente Dilma. 

Nestor Cerveró já tinha dedado Lula em relação ao caso de Collor de Melo. Sobre Dilma, ele ditou:


-  Fernando Collor de Mello disse que havia falado com a Presidente da República, Dilma Rousseff, a qual teria dito que estavam à disposição de Fernando Collor de Mello a presidência e todas as diretorias da BR Distribuidora. Fernando Collor de Mello disse que não tinha interesse em mexer na presidência, e nas diretorias da BR Distribuidora de indicação do PT"

Cerveró disse ter ouvido o relato de Collor sobre suposto encontro com Dilma durante uma reunião em Brasília, que teria ocorrido, segundo o delator, em setembro de 2013. Na ocasião, Cerveró estava empenhado em se manter no cargo de diretor Financeiro e Serviços da BR Distribuidora. Ele disse que Pedro Paulo Leoni o chamou para uma reunião com Collor na Casa da Dinda, residência do ex-presidente.

CLIQUE AQUI para ler, também, denúncia de Cerveró sobre acertos de Lula e Collor em torno da BR Distribuidora. 

22 comentários:

Anônimo disse...

Lula eleito pelo povo, Collor eleito pelo povo depois de tudo e Dilma duas vezes eleita pelo povo sem ninguém conhecer ela antes.
Não são a carinha do povo?!?!

Anônimo disse...

Dilma, lula, collor tudo a ver. Estão juntos para o que der e vier. Os petistas que saíram à rua para pedir o fora collor que chupem.

Anônimo disse...

Pedro Corrêa delatou a compra da reeleição de FHC:

Preso em Curitiba, Pedro Corrêa, que foi presidente nacional do PP e terminou condenado à prisão tanto no 'mensalão' como no chamado 'petrolão', diz ter contado tudo o que sabe desde que foi eleito deputado pela primeira vez, em 1978, pela Arena; segundo o colunista Ancelmo Gois, as histórias passam pela reeleição do ex-presidente tucano FHC, em referência ao escândalo de 1997; votos dos parlamentares foram negociados por R$ 200 mil para aprovar a emenda constitucional que permitia a reeleição; Pedro Corrêa também prometeu delatar o senador Aécio Neves (PSDB-MG), já citado na Lava Jato por dois delatores, o doleiro Alberto Youssef e o entregador de propinas 'Ceará'.

PS: Será que a Senadora Ana Amélia e o PP gaúcho não sabia de nada, não sabia de nada?

Anônimo disse...

Ainda não sei o que falta para por na cadeia toda essa gangue. Aliás, sei: a PGR é deles!

Anônimo disse...

Como disse o barão de Itararé: se existem ladrões no governo,colocados lá pelo povo, o povo está bem representado!

Anônimo disse...

Que imundície. Que país de merda.

Anônimo disse...

ISSO QUE SE CHAMA UM BOM 'CORPO A CORPO'.

Anônimo disse...

Olha o teu RABO, petralha 18:22, tua casa caiu!!!!!!

Anônimo disse...

Ação de FHC na Argentina foi tida como negociata:

A compra do grupo Pérez Companc pela Petrobras no apagar das luzes do governo FHC, numa operação que teria rendido propinas de US$ 100 milhões para o PSDB, segundo o delator Nestor Cerveró, foi duramente criticada à época; analistas de mercado questionavam o valor pago e o fato de a Petrobras investir na Argentina às vésperas de uma desvalorização cambial no País; o então presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Leite Siqueira, chegou a dizer que a Petrobras, comandada na época por Francisco Gros (à esq.), estava pagando US$ 300 milhões a mais; ficaram satisfeitos o bilionário argentino Gregório Perez Companc e David Zyulbestajn (à dir.), ex-genro de FHC que comandava a Agência Nacional do Petróleo; "Foi uma bela jogada da Petrobras", disse Zylberstajn; no entanto, as ações da estatal desabaram com a operação....

PS: Parece que a compra da Refinaria Pasadina virou trocado perto da compra do grupo Peres na Argentina.

Anônimo disse...

Este ladrão e criminoso Cerveró, agora ídolo da direita raivosa, disse tambem que o Fernando Henrique Cardoso ganhou propina de 100 milhões de dólares, não é, Políbio?(esqueceu disso?)

Anônimo disse...

Sao todos "amiguinhos" pobre Brasil e o povo sem noção que ainda apoiam.

O Brasil esta doente.

Anônimo disse...

NÃO DÁ NADA!
OS BANDIDOS DO MENSALÃO FORAM INOCENTADOS PELO PT-STF-PT CORRUPTO.
O PETROLÃO NÃO VAI DAR EM NADA, OS POLÍTICOS CORRUPTOS VÃO SER INOCENTADOS PELO PT-STF-PT CORRUPTO.
NÃO DÁ NADA.
O JUDICIÁRIO É VENEZUELANO PETISTA CUBANO.

Alberto disse...

Agora vai...

Anônimo disse...

Tudo começou aqui no RS com Truta e Diógenes.
Apenas houve um aperfeiçoamento,uma profissionalização das práticas
do Clube da Cidadania

Anônimo disse...

cadeia nela, vamos as ruas

impeachment

Anônimo disse...

aparecem aí as impressoes digitais de dilma,ela colocou a disposiçao de Collor as d... na petrobras, pois é, materia esta na folha politica, é só ir lá e ler

LEMBRANDO QUE DILMA SUBIU NO PALANQUE DE COLLOR EM ALAGOAS NA CAMPANHA

Anônimo disse...

FORA PP, PMDB E PP DO PETROLAO

Anônimo disse...

Propinas da era FHC têm tratamento discreto:

Enquanto a Folha escondeu a notícia de que uma transação no apagar das luzes do governo FHC gerou US$ 100 milhões em propinas para o PSDB com a informação de que Nestor Cerveró foi nomeado diretor da BR Distribuidora por "gratidão" de Lula, o Globo avaliou que a crise do setor aéreo era mais importante do que a denúncia, noticiada discretamente em sua primeira página; o Estado de S. Paulo, por sua vez, deu peso maior a uma disputa política na Venezuela do que à notícia que envolve FHC e seu partido; a partir de amanhã, o caso deve desaparecer dos jornais ....

Xi, editor e tias do jô antes que a noticia desapareça, obviamente sem que os zelosos MPF e PF investiguem, como sempre fica registrado para que alguns nojentos blogueiros do blog leia e botem a viola no saco.

ALMANAKUT BRASIL disse...


POR MUITO MENOS, Ó:


Livros 109: Linchamentos, a justiça popular no Brasil - José de Souza Martins

Univesp TV

https://www.youtube.com/watch?v=ao4BeL6a2xM

Anônimo disse...

Que turma de fofoqueiros. A Dilma entregou SÓ 99,9999% da BR para o Collor e já vem os MENTIROSOS dizendo que ela entregou TODA A BR
DISTRIBUIDORA para o Collor. Mentirosos, caluniadores!!!!!

Anônimo disse...

Está explicado o empenho do delcídio em tentar calar e conseguir uma rota de fuga para o cerveró. Aí tem as digitais do cachaceiro brahma51.

Roberto disse...

Todo povo tem o governo que merece! Ditado antigo, mas sempre atual por aqui, na "Pátria Educadora".