Dilma paga R$ 72,4 bilhões de pedaladas fiscais e justifica o impeachment

Ao pagar R$ 72,4 bilhões ao BB, Caixa Federal e FGTS, o governo Dilma reconheceu que promoveu pedaladas fiscais este ano.

Com isto, reforçou um dos dois argumentos principais do pedido de impeachment em andamento na Câmara dos Deputados.

9 comentários:

Anônimo disse...

era só o que faltava nessepaiz...

se o sujeito devolve o dinheiro da malandragem, o crime se evapora, é isso?

Anônimo disse...

Já passou da hora da Dilma pedalar no inferno!

Anônimo disse...

Segue o terceiro turno. Políbio, teremos a oportunidade de trocar o partido do presidente em 2018, e, se Deus quiser, conseguiremos. Vamos parar de tentar desmanchar a democracia, levando a economia junto. Eu não apoio impeachment, pois quando meu presidente for eleito, não quero vê-lo cair por "pedaladas fiscais".

Anônimo disse...

E as pedaladas que o Sartori fez, para o pagamento do decimo terceiro, tambem não é motivo para impechement?

Anônimo disse...

FFAA ALÔ, CADEIA NESSES COMUNISTAS!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Kakaka. Me engana que eu gosto. Mas estas novas PEDALADAS, emprestimo e Emissao de Papeis nao teriam que ser AUTORIZADAS pelo Congresso? Ou seja VALE pagar PEDALADAS comOUTRAS PEDALADAS? Ou somos tao tapados a ponto de acreditar que temos uma fortuna


de BILHOES A DISPOSICAO DA PRESIDENTE que o CONGRESSO NAO SABIA?

Anônimo disse...

Então a única pedalada que segue pendente é a do sartorão aqui nos pampas junto ao Banrisul.

Anônimo disse...

Políbio, tem que parar de usar eufemismos. Pedaladas é o cacete, isso é FRAUDE FISCAL, ora bolas,

Anônimo disse...

Seguindo seu argumento, se nao pagasse, a livraria do impeachment