CCJ aprova CPI para apurar Petrobras

Em sessão tumultuada, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira o parecer do senador Romero Jucá (PMDB-RR) para instalar uma CPI que investigue não só a Petrobras, mas também denúncias de casos que envolvem partidos de oposição, como os cartéis de trens paulistas e o porto de Suape, em Pernambuco. O relatório atende aos interesses do governo, que quer ampliar o escopo de investigação para tirar o foco da estatal.

. Antes da deliberação sobre o escopo de investigação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), se ampla ou restrita à Petrobras, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pediu a suspensão da votação. Por 13 a 10, a solicitação do tucano foi indeferida. Após a derrota, oposição deixou a sessão em protesto.

. Em seguida, o relatório de Jucá foi declarado aprovado pelo presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). O relatório será enviado agora para o plenário do Senado. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que espera um trâmite rápido.

. Durante a sessão, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ameaçou também entrar com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) para que a CPI proposta pela oposição seja indeferida.

4 comentários:

Anônimo disse...

Pelo geitão só da Petrobrás vai sair umas 20 mil páginas.

Anônimo disse...

Agora sim que vão jogar merda no ventilador, mas de pá!

Anônimo disse...

E no senado parece que ela foi rejeitada... ou não?

Anônimo disse...

O PSDB e o PSB achavam que iam sair de lombo liso nessa, com telhado de vidro? Ou seja, vão se ferrar.