Merkel vence com folga na Alemanha

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, foi reeleita ontem para um terceiro mandato com o melhor resultado para a União Democrata/União Social Cristã (CDU/CSU) desde a reunificação do país, há mais de vinte anos.


. A dobradinha conquistou 41,5% dos votos, ou 297 mandatos parlamentares. Mas o seu governo foi parcialmente derrotado com o desastre do Partido Democrata Livre (FDP), os liberais aliados de Merkel que, com 4,8%, não serão mais representados no Parlamento pela primeira vez desde 1949, ano de formação do primeiro governo da Alemanha depois da Segunda Guerra. A ausência não dá a maioria de 310 mandatos para que a chanceler possa governar sem outras alianças.

3 comentários:

Anônimo disse...

Com a esquerda...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

Folga???? Para governar vai ter que ter apoio de setores da oposição.

Anônimo disse...

Merkel vence, mas terá que buscar alianças para governar a Alemanha:

Jornal GGN - Ao contrário das eleições vencidas anteriormente, Angela Merkel levou a melhor, mas sem maioria absoluta dos eleitores. De acordo com resultados parciais, ela precisará montar uma coalizão para conseguir governar tranquilamente.

Merkel e o partido conservador ficaram com 41,5% dos votos totais, mas a vitória não foi suficiente para garantir 304 cadeiras do parlamento, necessárias para facilitar o fácil trânsito entre o governo e a câmara. O FDP, partido liberal aliado da chanceler, não atingiu os 5% dos votos e ficou de fora pela primeira vez na história eleitoral da República Federal Alemã.

O resultado força os conservadores a buscar uma aliança com os sociais democratas, adversários diretos da líder, que já sinalizou que fará todo o esforço possível para que a Alemanha volta a crescer acima das expectativas nos próximos anos.