Parte da ação do Estado contra a Ford desapareceu

Mais da metade dos volumes da ação do Governo do Estado contra a Ford desapareceu. O fato foi registrado pela juíza Lilian Cristiane Siman, em 20/11/2012. Sumiram 16 dos 25 volumes da ação, que já tem mais de 5.000 páginas. O editor foi ao cartório da 5a. Vara da Fazenda Pública e xerocou as 200 páginas da movimentação dos últimos 12 meses.

. A documentação não foi encontrada no cartório da 5ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central de Porto Alegre, onde corre a ação. A juiza intimou os advogados de todas as partes para saber com quem estavam os volumes extraviados, mas as respostas foram todas negativas.

. O processo do governo do Estado foi protocolado em 2000 e requer ressarcimento de mais de R$ 130 milhões da Ford, que em 1999 desistiu de instalar seu Projeto Amazon em Guaíba. Em 2009, a juíza Lilian condenou a Ford, porém a sentença foi anulada pelo TJRS, que determinou o apensamento de uma ação popular contra a montadora. Os dois processos devem tramitar juntos até sua sentença.

Um comentário:

Luiz Vargas disse...

Aí tem "truta'!