Opinião do editor - Candidatura de Marinho assume caráter suprapartidário e de salvação nacional

O editor deste blog tem informações seguras de que a candidatura de Rogério Marinho cresce no Senado.

Ele disputará contra o atual presidente Rodrigo Pacheco, aliado e alinhado do governo Lula da Silva. Rodrigo Pacheco tem impedido que o Senado examine pedidos de impeachment contra ministros do STF, o que garantiria o retorno ao reequilíbrio dos Poderes da República, evitando o agravamento da crise política e institucional.

O STF assumiu um protagonismo sem precedentes na história da República e só o Senado pode criar um freio de arrumação na Corte, impedindo-a de prosseguir usurpando poderes e intimidando os opositores do lulopetismo.

A candidatura de Rogério Marinho assume uma dimensão suprapartária por isto mesmo de salvação nacional. 


21 comentários:

Anônimo disse...




Marinho foi um dos grandes artífices da Reforma Trabalhista, cujo lema era: "menos direitos, mais empregos"




Marinho foi filiado aos seguintes partidos:

PSB (1993-2009)

PSDB (2009-2020)

Anônimo disse...

stf não permitirá um presidente independente.
Aliás, as opções ao sem-espinha do pacheco são realmente independentes e sem dívida com a "justiça"?

Anônimo disse...

O senhor Polibio é pândego .....

Anônimo disse...

O excesso de otimismo deixa as pessoas cegas. Depois só resta a teoria da fraude, golpe.

Anônimo disse...

Marinho vai assumir seu primeiro mandato como senador e no mesmo dia vai ser eleito presidente do senado? Os antigões vão deixar? Claro que não. A direita colocou candidato para perder. Chega a dar raiva esta incompetência.

Anônimo disse...

O Senhor é fantástico. "Salvação Nacional". que delírio

Anônimo disse...

Como é a apuração dos votos no Senado?
Se for votação eletrônica, pode esquecer!
O Eixo do Mal vai dar um jeito de fraudar!

Anônimo disse...

Crime vencerá.

Anônimo disse...

Salvação nacional. Expressão para lá de adequada. Se os bolivarianos conquistarem as duas casas legislativas logo vão dominar o último pedaço de poder que falta. Talvez o mais importante para quem não quer perder tudo. O BANCO CENTRAL.
Confirmando a TRAGÉDIA vou "dar no pé" levando junto o que tenho. Não trabalhei décadas para entregar tudo na mão deles.

Anônimo disse...

O pessoal pensa muito no senado pela questão dos atos ditatoriais em andamento. Importante sim. Mas tem coisa mais importante. Livrando o senado das garras dos comunistas o projeto deles não vai adiante. E caso tentem intervir através de seu braço jurídico o próprio senado tem condições de repelir qualquer investida. Esse é x da questão. Barrar o projeto.

Anônimo disse...

Enquanto isso...

"Em viagem à Argentina, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu a seguinte declaração:

"O BNDES vai voltar a financiar as relações comerciais do Brasil e vai voltar a financiar projetos de engenharia para ajudar empresas brasileiras no exterior. Para ajudar os países vizinhos a crescer e até vender o resultado desse crescimento ao Brasil".

Taí,Políbio.
Vc é tacanho e não entende. O Brasil está com todes os seus problemes resolvides. Então Mula pode pegar um pouco do dinheiro que está sobrando e empresdar aos países necessitados. Isso é uma questão humanitária. Entendeu?

Anônimo disse...

Só o editor acredita.

Anônimo disse...

Só vendo para crer. Quem foi reeleito já deve ter recebido o recado do STF em quem votar. Quem está chegando agora já deve ter recebido o apoio $$$$$$$$$ afinal o VOTO É SECRETO. Estamos ferrados.

Anônimo disse...

Vale lembrar que em 2001 o painel de votação do senado foi violado, esse escândalo levou a renuncia do então senador ACM da Bahia á época.

Anônimo disse...

Marinho, fina flor do Centrão, nordestino(que detém o poder político do país hoje) seria pior que Pacheco e não teria peito para contrariar ninguém. Melhor o velho Pacheco pois este conhecemos. Marinho pode ser pior.

Anônimo disse...

Lembrando, tem que impichar pelo menos dois ministros do Supremo

Anônimo disse...

Impichar dois ministros do Supremo no governo Lula vai ser muito engraçado.

Anônimo disse...

A situação chegou onde chegou por irresponsabilidade ou conluio parte dos Senadores com o STF, uma vez que é responsabilidade do senado fiscalizar e impedir as arbitrariedades por parte do STF.

Anônimo disse...

Vai ser o jogo-eleição do PT contra o Brasil. Pelo Brasil, lutará o Senador Rogério Marinho, pelo PT Senador Rodrigo Pacheco, tendo como cabos eleitorais
Senador David Batoré Alcolumbre, STF em peso, Lula &puxadinhos-rede-pdt-psb e demais esquerdopatas, acompanhados de MUITO DIM DIM para o seu candidato PACHECU!

Anônimo disse...

Tão seguras como as que davam BOZÓ como vencedor do LULLADRÃO???

Anônimo disse...

Ah … então tá. Rogério Marinho? Vc jura?