Família da jornalista da Folha que tentou trocar sexo por furo, recebeu R$ 1,6 milhão de dinheiro sujo da Odebrecht

O deputado federal Eduardo Bolsonaro denunciou, hoje, que a família da jornalista Patrícia Campos Mello, Folha, entrou na folha de pagamentos da organização criminosa desmontada pela Lava Jato, porque seu pai, o jornalista Hélio Campos Mello, recebeu R$ 1,6 milhão de dinheiro sujo da Odebrecht, tudo a pedido do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A jornalista usou a Folha para acusar a campanha de Bolsonaro pelo disparo ilegal de postagens pelas redes sociais, mas foi desmascarada na CPMI das Fake News, na qual resultou acusada por Hans Tiver de tentar trocar sexo por denúncias falsas contra o presidente.

A conversa entre Mantega e Marcelo Odebrecht está gravada em vídeo que se encontra em poder da Lava Jato e da justiça federal.

Em depoimento perante o então juiz Sérgio Moro, eis como Marcelo Odebrecht contou o caso:

- Na época quer ele (Mantega) me pediu isto, eu comentei com ele: eu não conheço essa revista, a gente não tem interesse. Se você querr, tudo bem, mas vou descontar do crédito que tenho com você.

Foi em 2007 e a revista, que defendia o lulopetismo, confirmou o negócio.

19 comentários:

Anônimo disse...

É por causa desse tipo de gente que o Brasil ta do jeito que tá. Não tem esquerda, tem dinheiro que compra gente safada, sem vergonha.

Anônimo disse...

Agora as coisas começam a ficar claras!!!

Luiz disse...

Cadeia...!!!
Mídia podre...!!!

Anônimo disse...

Além de tentar dar um furo, quais as outras "especialidades" desta jornalista para "trabalhar" naquele lixo, a Folha de São Paulo?? No departamento de recursos humanos da Folha tem cursos de treinamento sexual para facilitar reportagens ou ela contrata só macaco ou macaca velha ou só cobra criada neste assunto, "prontinha" para a guerra??? Um jornalista da Folha disposto a encarar serviços sexuais em prol da empresa, recebe insalubridade ou qual é o critério financeiro? As horas extras sexuais contam tempo como, são pagas em "horas de serviços sexuais" e contam tempo em quádruplo para a aposentadoria? E se durante a prestação de serviços sexuais ocorrer um acidente de trabalho, existe seguro para acidentes sexuais? E se o "jornalista sexual" falhar em sua tarefa, qual é a sua penalidade, demissão , suspensão por inaptidão laboral ou só muitos rogos de praga dos colegas e da chefia???

Anônimo disse...

A historia se repete: canalha ajuda canalha.

Anônimo disse...

Segundo um vídeo em que essa jornalista afirma que é de esquerda e que sempre votou no PT. Precisa mais alguma coisa prá dizer que nesse mato tem coelho...??? Assaltantes de dinheiro do povo............!!!!!!!!!!!!!!!!!

Cris disse...

Esse cidadão possui provas de que sofreu assédio por parte da jornalista?
Você acha que alguém que pretendesse ir para a cama com um homem , iria fazer uma entrevista "na casa deste homem" e proporia que a entrevista "não" fosse no confortável sofá entre taças de vinho e sim na padaria da esquina ?
Valha-me Nossa Senhora !
A estória do cidadão não se sustenta de pé até o segundo parágrafo...
Mas por que então se tenta destruir a reputação e o futuro desta profissional?

José Corrêa disse...

Por isso PTba e Foia são iguais!!!

aparecido disse...

Em Brasilia repórteres mulheres são conhecidas por suas aventuras sexuais com velhinhos poderosos...FHC já teve sua aventura em 1993.. e uma grande emissora de televisão bancou a despesa..... Renam teve a sua também jogando a conta para uma famosa construtora pagar, caso que até hoje responde no Supremo que aguarda caducar...e a maioria dos casos a gente nem fica sabendo...só fica sabendo quando aparece menino ou alguma chifrada mais ousada...ou melhor as mais espertas arrumam dois um velhinho para mantê-la e outro mais novinho para satisfazê-la... e as baixarias sempre acontecem...e este caso de trocar um furo usado por um furo novo é de rachar o bico de dar risadas...Mas me pergunto : será que as escolas de jornalismo brasileiras ensinam estas tecnicas revolucionarias as valentes repórteres ??? O ZD dizia que os fins ( a revolução) justificam os meios...Como dizem as prostitutas : Nós temos dignidade... não prejudicamos a sociedade...

Anônimo disse...

.


¨¨Esse cidadão possui provas de que sofreu assédio por parte da jornalista?
Você acha que alguém que pretendesse ir para a cama com um homem , iria fazer uma entrevista "na casa deste homem" e proporia que a entrevista "não" fosse no confortável sofá entre taças de vinho e sim na padaria da esquina ?
Valha-me Nossa Senhora !
A estória do cidadão não se sustenta de pé até o segundo parágrafo...
Mas por que então se tenta destruir a reputação e o futuro desta profissional?¨¨

ESTA DEFENDENDO A JORNALISTA VAGABA, IMBECIL?
LARGA DE SER TROUXA!!


.

Anônimo disse...

Profissional mesmo!
A profissão mais antiga do mundo.

Anônimo disse...

Tb teve o Renam....acho q era Mônica!

Até o Clinton teve sua Mônica.. .assessora de imprensa...aqui então.. .
Mas eu QUERO MESMO é saber dos MONIC"O"S...pq teve ter tb e muitos!

Anônimo disse...

Tão vendo só, o furo dela é mais caro do que muitos imaginam. O furico da jornalista da Folha vale alguns milhões da Odebrecht.

Anônimo disse...

Prática comum em Brasília.

José Corrêa disse...

A Cris das 21:44 defende a tal "jornalista", mas esquece as crateras na "estória" della!!!

Cris disse...

Trabalhei 32 anos no meio de engenheiros, arquitetos, administradores, economistas e procuradores... sei quando uma história não tem pé nem cabeça...
Quem leva um cidadão para conversar em uma padaria está se prevenindo de uma cantada, está sinalizando para o cidadão "nem vem de garfo que hoje é dia de sopa" , e não o contrário...
É lamentável o vale tudo que tomou conta deste país...
A "estória" dela , se for "estória" mesmo ... os fatos falarão por si, mas colocar sexo na história para desqualificá-la como pessoa é uma piada, considerando o porte de Antônio Banderas do cidadão envolvido. ..

Cris disse...

Trouxa eu seria se acreditasse que aquele "Antônio Banderas" levou uma cantada...

Cris disse...

Até onde me consta ... no caso da profissão mais antiga do mundo , É O HOMEM QUE TOMA A INICIATIVA ( o que não aconteceu) ... e ainda paga "todo feliz" pelo serviço realizado...
No presente caso temos "um donzelo" profundamente ofendido com uma tentativa de sedução... que na minha avaliação só aconteceu na cabeça "cheia de claves de sol , colcheias e semínimas dele" ...

Anônimo disse...

SEXISTA, MACHISTA E MISÓGINO...
ESQUECI DE ALGO?