Petrobrás quer Musa fora da presidência da Braskem

A Petrobrás, segundo maior acionista da Braskem, quer que a Odebrecht, a controladora, troque Fernando Musa, anunciado presidente da petroquímica há duas semanas.

A Braskem controla várias empresas petroquímicas e também os polos petroquímicos de Triunfo, RS, e Camaçari, Bahia.

Um comentário:

Anônimo disse...

Pqp, pensei que o musa fosse uma mulé.