Bivar corta café da manhã dos deputados do PSL fiéis a Bolsonaro

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, mandou cortar o café da manhã dos deputados que estão afinados com o presidente Jair Bolsonaro.

A partir de hoje, não tem mais café da manhã na sede do Partido, que fica dentro da Câmara e cujas despesas são bancadas pelo PSL.

É isto.

A escalada de represálias poderá ser seguida por outros cortes, inclusive de água e poltrona.

O deputado Bibo Nunes, que costumava tomar seu café com farroupilha de manhã cedo, tudo na sede do Partido, foi surpreendido com a decisão e protestou:

- Isto é uma baixaria inominável.

13 comentários:

Anônimo disse...

Está certo! Que cada um pague pelas suas mordomias!

Anônimo disse...

Nos envergonhamos do STF! Alexandre de Moraes falando, desliguei a Televisão, não diz nada com nada. As indicações políticas ideológicas vitalícias devem acabar. Concurso Público e tempo determinado deve definir a mais Alta Corte. O povo precisa acabar com isso. É outro a favor da terceira, quarta, quinta Instância da prisão do criminoso e mais trinta e dois Recursos para prendê-los. I - M - P - U - N - I - D - A - D - E. Crime compensa no Brasil.

Anônimo disse...

Vai brincando Toffoli! O povo está cheio das decisões do STF. Um exemplo está próximo no Chile.

Anônimo disse...

Ridículo.

Anônimo disse...

NÃO É BIVAR. É BIBA.BIBA LOUCA

Anônimo disse...

Tem que cortar de todos, inclusive os dos deputados fiéis ao Bivar.

Emmanuel disse...

Ué? Esse Bivar laranjeiro ainda está solto?

Iara Mãe D'água disse...

Concordo, RIDÍCULO!!!

Mardição disse...

Agora se vê como são atrasados.

Anônimo disse...

Que baixaria. Parece assembléia sindical da CUT !! Kkkkkk...

Anônimo disse...

Vai cortar o papel higiênico também?

Anônimo disse...

Mas nem o café da manhã esses vagabundos pagam???

aparecido disse...

O Brasil vai melhorar muito quando se iniciarem o corte de pescoços....os politicos estão brincando com fogo e represando as reformas necessárias a nação...quando mais se represarem as reformas mais violentas elas serão...como aconteceu na revolução francesa...