Filho do ex-reitor da UFSC que se matou em Floripa é denunciado por desvio de verbas federais

A barraca cobriu o corpo do ex-reitor, logo depois que ele se jogou de um dos andares do shopping da Beira Mar Norte.

O jornal Diário Catarinense, Florianópolis, confirmou ainda há pouco que o Ministério Público Federal em Santa Catarina denunciou o professor universitário Mikhail Vieira Cancellier e mais 12 pessoas ligadas à UFSC, tudo por envolvimento em um suposto esquema de desvios de verbas federais em programas de educação à distância.

Mikhail é filho de Luiz Carlos Cancellier de Olivo, ex-reitor da UFSC que se matou depois de ser preso pela PF no âmbito da Operação Ouvidos Moucos, em 2017.

O filho do ex-reitor é acusado de peculato. Os demais crimes atribuídos pela denúncia do MPF aos outros acusados são concussão, lavagem e inserção de dados falsos

8 comentários:

Anônimo disse...

Pô, estão de perseguição com os bandidos, ops me enganei, com os professores Universitários bolivarianos.

Anônimo disse...

O culpado da corrupção é o Moro, todos os bandidos esquerdistas sabem disto, é só perguntar para o verdevaldo que ele vai mostrar as gravações!

Anônimo disse...

tinha que ser comunista petista vadio safado

Anônimo disse...

Os canalhas da mídia suja são capazes de forjar uma gravação, um áudio tentando ligar o suicídio do corrupto ex-reitor com a Lava Jato. É rir pra não chorar...

Anônimo disse...

Deve ter investigações em todas as Universidades, foram 16 anos nas mãos da Esquerda Escarlate Bolivariana Atrasada que destruiram o país.

Anônimo disse...

Bah... Seo Polibio, the name tell us ALL...

Anônimo disse...

Pelo nome do filho imaginem o naipe dos pais.. Aquela gentinha que acha que tem direito sobre o que é dos outros.

Anônimo disse...

Novamente sem provas, querem ser responsáveis por mais uma morte?