Maduro e Guaidó criam grupo de trabalho permanente para desatar crise política


A grave crise econômica torna imperativa a solução do impasse político.

O governo da Venezuela e a oposição concordaram em estabelecer um grupo de trabalho permanente para tentar resolver a crise política, após concluir uma rodada de negociações em Barbados.

As negociações fazem parte dos esforços do governo da Noruega para estabelecer uma saída negociada para a crise humanitária e política no país vizinho.

Foi instalada uma mesa de negociações a fim de chegar a "uma solução acordada no marco das possibilidades oferecidas pela Constituição”, segundo Ministério dos Negócios Estrangeiros da Noruega

7 comentários:

Anônimo disse...

106 deputados que votaram a favor da reforma da previdencia aderiram a aposentadoria especial

Anônimo disse...

País vizinho? 🤔

Anônimo disse...

Ue blogueiro, o Maduro não tava vom os dias contados?

Anônimo disse...

CONVERSA FIADA!

CUBA NÃO LARGA A TETA DE MADURO! A VENEZUELA AINDA É MUITO RICA PARA SER DESTRUÍDA E DESIDRATADA ATÉ O FIM PELA DINASTIA COMUNISTA DOS CASTRO!


A SITUAÇÃO SÓ SERÁ RESOLVIDA APÓS A REELEIÇÃO DE TRUMP! AÍ O GRINGO VAI COM TUDO PARA CIMA DE MADURO E ATÉ DE CUBA!!!

AGUARDEM.

Anônimo disse...

O Brasil está esperando o quê para se livrar da urna eletrônica e voltar ao escrutínio de papel?

Anônimo disse...

Governo da Noruega??? No marco da Constituição??? A cada dia fica mais confuso. Mas, quem escolheu Chaves, Maduro e esse caminho foram os venezuelanos. Portanto ...

Ultra 8 disse...

Juan Guaidó, integrante da INTERNACIONAL SOCIALISTA, vai tirar a "Merdezuela", da crise humanitária?

O "amigo" de Bolsonaro, é outro esquerdalha.

Mais do mesmo...