Mateus Bandeira move ação popular para proibir nova venda de ações do Banrisul

Mateus Bandeira moveu a ação contra Eduardo Leite, o governador.

O ex-presidente do Banrisul e ex-candidato a governador pelo Novo, Mateus Bandeira, acaba de protocolar ação popular para impedir a venda de ações do Banrisul.

O advogado Bruno Dornelles, que protocolou a ação, disse ao editor que pediu liminar.

Mateus Bandeira não é mais do Novo.

Na ação, o ex-presidente alega que duas ofertas concretizadas em 2018 foram lesivas para o controlador, o governo estadual, o que poderá acontecer de novo. Ele demonstra os prejuízos através de cálculos detalhados.

CLIQUE AQUI para ler o inteiro teor da ação.

9 comentários:

Anônimo disse...

Se confirmando o lesivo, o que ocorrerá com o ex governador Sartori? Os responsáveis devem ser responsabilizados. Não adianta vender patrimônio do estado pra tapar furo de politicagem

Anônimo disse...

O Mateus Bandeira era o mais qualificado dos candidatos ao Piratini e seria o Governador agora, ao invès do Leite, se o período da eleição fosse um pouco mais longo (ele saiu do ZERO, cresceu muito até a reta final e acabou com 200,000 votos).

Um fator que é crucial para fazer com que os "políticos tradicionais" (os candidatos dos partidos tradicionais) sempre ganhem as eleições são essas pesquisas antecipadas que acabam "inculcando" nomes e estes COMEÇAM a eleição com um montante do eleitorado que, embora pareça pequeno (o Leite se não me engabo começou com mais ou menos 5%) acaba DETERMINANDO a vitória destes porque a parte do eleitorado insatisfeita com os governos que vigem (a imensa maioria) se transfere em massa PARA UMA ALTERNATIVA QUE CONSIDEREM VIÁVEL. Por isso o Mateus Bandeira não conseguiu virar o jogo no período das eleições.

Isso aconteceu em todas as eleições para governador no RS nos últimos 20 anos.

Anônimo disse...

Grande Mateus Bandeira, votei nele no primeiro turno.

Anônimo disse...

Não se vende um banco como o Banrisul,lucrativo e fundamental ao desenvolvimento do Estado. Meus parabéns ao Sr Mateus Bandeira. Orgulho dele.

Anônimo disse...

*QUE CONSIDEREM VIÁVEL DE VITÓRIA NAS URNAS...não é nem viável dentro do Piratini!

Anônimo disse...

Mas o q o defensor do estado mínimo quer é q tenha valor para venda maior.
Fracionando do jeito q o gringo fez o valor vai caindo e arrecada menos.
Puro quem pensa diferente disso.
Vender o Banrisul é uma péssima ideia.
Estado e funcionalismo apodrecerão e empobrecerão em bancos privados, so nas tarifas cobradas por estes.
Pessoal do interior q depende de fomento pra cultivar idem.

Anônimo disse...

com respeito ao governador, mas as propagandas já anunciavam esta fraqueza.
Dizia que tinha soluções, mas NUNCA dizia qual era a solução. E um monte de funcionário público, acreditou no Papai Noel. Salário em dia. Para quem não sabe ver o endividamento do estado, e a péssima arrecadação...acham que mudando o cpf do pretenso gestor, tudo soluciona. O Estado está quebrado. O sr Mateus Bandeira, poderia fazer muito pelo ESTADO Do Rio Grande Do Sul.

Anônimo disse...



Mas o que é que o o Governador Bandeira faria?!

Na defesa do fim das estatais e com um custo gigante para um resultado pífio, é óbvio que tem que vender esse elefante que vive em greve chamado BANRISUL!

Anônimo disse...

esse Mateus Bandeira é todo mordido com o Eduardo Leite, a inveja mata...
uma pena ver o Mateus Bandeira e o Bruno Dornelles agindo tal e qual PSOListas.