Carnaval de Rua de Porto Alegre não envolveu dinheiro público. 100 mil pessoas foram aos eventos de quatro dias.


Blocos Maria do Bairro e Areal da Baronesa do Futuro comandaram a festa. Foto Divulgação da Prefeitura. CLIQUE AQUI para examinar toda a programação, que vai até 24 de março.

A secretaria municipal de Cultura disse estas tarde ao editor que o Carnaval de Rua de Porto Alegre 2019 está sendo realizado através de edital, um formato inédito, porque não envolve recursos públicos. Esse formato faz com que o poder público deixe de gastar recursos no evento, que é totalmente custeado pela iniciativa privada. O edital apresenta um caderno de encargos que precisa ser seguido pela empresa vencedora do pregão eletrônico. Dentre as exigências a serem cumpridas estão segurança privada; limpeza antes, durante e depois dos desfiles e banheiros químicos, por exemplo.

Eis o que disse a secretaria ao editor, que conferiu e está de acordo com as informações:

- O Carnaval de Rua, nesta execução atual, está mais qualificado, trazendo segurança e conforto para os foliões.

CLIQUE AQUI para saber mais.

9 comentários:

Anônimo disse...

é isso mesmo...

as empresas privadas é que tem bancar e colocar o seu nome nessa porcaria...

de preferencia de maneira bem vistosa, em letras garrafais, que é pra eu nunca comprar nada de qualquer uma dessas empresas...

Anônimo disse...

😂😂😂😂😂😂😂

Anônimo disse...

Poucos minutos atrás polibio colocou no chinelo o carnaval de poa. Bastou uma ligação para uma guinada de opinião.

Esse é o Brasil que eu quero.

Anônimo disse...

Até que enfim.

Estes políticos pilantras que tratem de gastar o dinheiro do contribuinte como se deve.
Sem bandalheira.

Luciano Pohlmann disse...

Desonera o município, mas destrói o patrimônio e a saúde dos moradores do bairro pagadores de impostos, que tem que suportar todos os impactos desses eventos na porta da sua casa. Não podem sair de casa, não conseguem em suas casas, tem de conviver com a poluição sonora dos carros de som, o lixo, os dejetos humanos, seus imóveis sendo depredados, pixados. Não bastasse isso, como a PMPA alega que não emprega dinheiro publico nesses eventos, a limpeza e a capina das ruas não é feita adequadamente, sobrando para os notados gastarem do seus bolsos para lavarem as calçadas. Tudo isso pra dia dúzia de blocos e músicos profissionais lucraram com esses eventos carnavalescos às custas dos moradores do bairro. Portanto, a fala deste governo do município é uma falácia, se não, uma mentira mal lavada.

FAÇANHA, o ADVOGADO do POVO. disse...

E o Choque da Brigada também pulando esse carnaval maloqueiro...na cidade Baixaria.

Anônimo disse...

Excelente comentário do anõnimo das 16:24! Esta bosta de carnaval de rua deveria ocorrer na av Beira Rio, e só lá!

Anônimo disse...

Polibio Braga, 10/3/2019: "O carnaval de rua de Porto Alegre é um fracasso." Decida-se, editor. É fracasso ou é sucesso?

Anônimo disse...

É um fracasso, sucesso só pra quem acredita no prefeito Jr. e sua maravilhosa economia nova.

Esse carnaval no meio da cidade tem que acabar, coisa do século passado e invenção que nunca fez parte de Porto Alegre.