Leite pedirá que Sartori proponha a prorrogação das atuais alíquotas do ICMS

O governo Sartori já colocou à disposição do novo governador a sede campestre da Procergs. Ela fica localizada na zona Sul de Porto Alegre e tem servido para os trabalhos das equipes de transição.

Ali serão instalados os políticos e técnicos dos sete Partidos da coligação que o elegeu: PP, PTB, Rede, PRB, PPS e PHS, além do PSDB.

Ainda esta semana, Eduardo leite, o novo governador, irá a Sartori para pedir que envie projeto à Assembléia, propondo a prorrogação das atuais alíquotas do ICMS, algumas das quais foram majoradas no início do governo Sartori. Isto precisa ser aprovado este ano, sem o que não terá vigência em 2019.

16 comentários:

Anônimo disse...

Que engraçadinho ele, não tem coragem de ele mesmo propor a prorrogação da alíquota??

Flávio Dimas Franzoi disse...

Começou o golpe, não voto nem reelejo Governo que aumenta impostos, sejamos sérios mais imposto igual a menos emprego, simples assim esta é a equação, pois quem cria empregos é a iniciativa privada não o governo!!!

Anônimo disse...

Não mudou nada...

Anônimo disse...

Quando a Ieda propôs isso foi um escândalo.
Até a Fiergs foi contra.
A imprensa botou a boca no mundo.
E ela ajeitou as contas públicas com imposto menor.

Anônimo disse...

Ué tem que voltar para 17 % ICMS, te vira Leite.

Gustavo disse...

Mas o Leite não propusera diminuição dos impostos em campanha?

Anônimo disse...

Pois se conhece o viés de um político quando ele propõe mantes altas taxas de impostos.

Justiniano disse...

Propos reduzir imposto - mentira

Botar o salário em dia - mentira

O cara só fez promessa como disse o gringo - parole, parole, parole.

Quem adorou foi o PT porque sabem que ele é fraco. O gringo o PT estava apavorado porque com ele a conversa é com homem maduro e não com um piazão.

Anônimo disse...

O Leite propos reduzir após o segundo ano, falou claramente em todos os debates que precisaria desta prorrogação da alíquota nos níveis atuais do Sartori e que somente após isto iniciaria a redução.
Para valer ano que vem, a lei deve ser aprovada dentro deste ano, é por isto que ele solicitou a prorrogação para o Sartori.

O RS não vai para frente por isto, a eleição já terminou e no lugar da população apoiar quem ganhou, independentemente de quem seja, ficam boicotando o Governo pensando no seu futuro CC......

Anônimo disse...

Povo burro

Anônimo disse...


Mas antes de assumir, já mudando o discurso? Não era esse candidato que iria pagar os salários em dia? Não é ele que bateu no plano de recuperação fiscal insistindo que faria melhor negociação com o Governo Federal a exemplo do que teria feito o Rio de Janeiro? Não é o mesmo que comunicava para os gaúchos que os 11 bilhões teriam que ser pagos? Já li que que Sartori deverá assinar um pré-contrato ou acordo sobre a recuperação fiscal. Como o ex governador está preocupado com o RS, tudo bem. Mas deveria deixar para o seu sucessor, que tanta crítica fez durante a campanha.

Anônimo disse...

MAS A GAZELA NÃO PROMETEU PAGAR TODOS EM DIA E REDUZIR IMPOSTOS? EU VOTEI NO GRINGO, POIS ESSE NÃO É COMUNA FABIANO.

P.S. COMUNA FABIANO É AQUELA ESCOLA COMUNISTA QUE PREGA O AUMENTO DE IMPOSTOS, AUMENTO DO TAMNHO DO GOVENRO E ASFIXIA DA INCIATIVA PRIVADA ATÉ TRANSFORMAR O PÁIS EM UM PÁTRIA SOCIALISTA, SEM QUE AS PESSOAS SE DEÊM CONTA; ALIÁS COMO ESTAVA ACONTECENDO ATÉ 2014!

Anônimo disse...


que troca que os gaúchos, os "mais politizados do mundo", fizeram:
Trocar o MDB pelo PSDB.
E os deputados, votarão á favor??????????????????????????????????????

Anônimo disse...

Só tem anta e fracassado comentando aqui, mas vai lá:

1- O Eduardo sempre ressaltou que só baixaria o ICMS por volta de 2021, aliás, baixaria outros até lá, às vezes é necessário manter os impostos para assegurar uma sobrevida e mais dinheiro no caixa, é como um investimento, o retorno virá depois;
2 - O RS tem uma das maiores taxas de leitos e médicos por habitante do Brasil, portanto, se a saúde aqui é ruim, no resto do país é pior (talvez com exceção de SP).
3 - O RS tem as maiores e mais rentáveis indústrias do Sul do país, portanto, elas amortecem qualquer crise por maior que seja;
4 - O agro do RS é um dos maiores e mais produtivos do Brasil (passará o Paraná em produção de grãos e retomará a vice-liderança), o Leite pretende investir nisso.

Anônimo disse...

O Sartori, deve baixar os ICMS, para 12%, AUMENTAR SALÁRIO DOS PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS EM 20%, PARA O ANO 2019, E MANDAR O LEITE MOÇA, PAGAR EM DIA COMO FEZ O TARSO GENRO. SERIA O TROCO.

Unknown disse...

Concordo. Ele q vá negociar.