Artigo, Fábio Jacques - Como acabar com o PT.

O mapa da distribuição dos votos desta eleição mostra claramente que o grande reduto petista continua sendo o nordeste.

O nordestino, ainda que segundo Euclides da Cunha seja, “antes de tudo um forte”, continua sendo um povo sofrido vítima da seca e do populismo.

O medo do nordestino do sertão e do agreste, de perder o auxílio governamental materializado através do “bolsa família”, o qual, ainda que minimamente, tem atenuado as agruras provocadas pela impiedosa mão madrasta da natureza, faz com que procure manter no governo aqueles que se dizem detentores do poder de lhes distribuir estas migalhas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

17 comentários:

Anônimo disse...

A curto prazo, o ministro da fazenda tem que fazer a reforma fiscal e depois a tributária. Quando o país tiver estabilizado, fazer um Plano Marshal brasileiro para desenvolver o nordeste, norte e centro-oeste. E também incluir as periferias da grandes cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e outras mais. Essas reformas estruturais deveriam ter sido feitas nos últimos 20 anos. Mas a quadrilha do PT impediu, preferiu explorar a miséria do país de forma populista e ficar no poder as custas da desigualdade. Essa esquerda só quer combater a desigualdade no discurso, eles querem é manter o povo atrasado para depender do estado e eles dominarem o estado. Algo que a esquerda sempre fez na URSS e parecidos. Somente uma reforma estrutural profunda. Primeiro fiscal e tributária, depois outra de decentralização para combater essa desigualdade estrutural do país.

A Alemanha deve a Alemanha Ocidental e a Oriental. A Coréia tem a Coréia do Norte e a do Sul. O Brasil tem o Sul, Sudeste e parte do centro-oeste capitalistas e norte e nordeste estatistas.

Esse foi o péssimo legado do PT, ter dividido um país que nunca tinha ficado dividido em 2, nem nos piores momentos.

Anônimo disse...

Nordeste tem potencial turístico enorme. Praias lindas, tem um interior com serras bonitas e tem uma cultura bem diferente com festas bem populares. Basta estrutural e divulgar. Investir em resort, hotéis, parques temáticos, turismo de aventura, turismo empresarial, modernizar os centros de eventos. E divulgar melhor o interior do nordeste. Os Estados Unidos tem inúmeros filmes sobre o Grand Canyon deles, que é um deserto pior que o nosso.

Aqui tem alto potencial em energias renováveis como eólica, solar, maré-motriz, biocombustíveis e energia térmica. E tem projetos tramitando no congresso como a Zona Franca do Semi-Árido nordestino, Zona Franca do Centro-Oeste.

E por fim concluir a transposição do rio são francisco, ampliar a Transnordestina e concluir as obras de metrô nas capitais e talvez iniciar VLTs em cidades menores do interior.

Todos esses projetos existem, alguns já estão em andamento. Mas faltou eficiência na gestão dos últimos 20 anos para concluir no prazo. E o que foi feito o maior mérito foram dos técnicos do governo e de gestões estaduais que se organizaram há mais tempo e souberam aproveitar as oportunidades.

Anônimo disse...

Nordeste tem potencial turístico enorme. Praias lindas, tem um interior com serras bonitas e tem uma cultura bem diferente com festas bem populares. Basta estrutural e divulgar. Investir em resort, hotéis, parques temáticos, turismo de aventura, turismo empresarial, modernizar os centros de eventos. E divulgar melhor o interior do nordeste. Os Estados Unidos tem inúmeros filmes sobre o Grand Canyon deles, que é um deserto pior que o nosso.

Aqui tem alto potencial em energias renováveis como eólica, solar, maré-motriz, biocombustíveis e energia térmica. E tem projetos tramitando no congresso como a Zona Franca do Semi-Árido nordestino, Zona Franca do Centro-Oeste.

E por fim concluir a transposição do rio são francisco, ampliar a Transnordestina e concluir as obras de metrô nas capitais e talvez iniciar VLTs em cidades menores do interior.

Todos esses projetos existem, alguns já estão em andamento. Mas faltou eficiência na gestão dos últimos 20 anos para concluir no prazo. E o que foi feito o maior mérito foram dos técnicos do governo e de gestões estaduais que se organizaram há mais tempo e souberam aproveitar as oportunidades.

Anônimo disse...

O Brasil deveria aprender com a China e ter feito um projeto parecido. Reajuste fiscal, industrialização, educação competitiva, investimento em infraestrutura, apoiar a ciência e tecnologia.

Aqui ainda tem chances, mas o tempo está cada vez mais curto. Se o Brasil quiser terminar a primeira metade do século XXI competitivo, tem que começar as reformas estruturais já e adiantar o máximo possível.

Tem que acabar com essa cultura de não fazer planejamento, adiar tudo e deixar tudo para última hora, depois fazer mal feito.

Anônimo disse...

Primeiro é preciso acabar com o pior. O grande Satã. PMDB. Isso sim vai nos livrar do mal

Anônimo disse...

O Brasil deveria aprender com a China e ter feito um projeto parecido. Reajuste fiscal, industrialização, educação competitiva, investimento em infraestrutura, apoiar a ciência e tecnologia.

Aqui ainda tem chances, mas o tempo está cada vez mais curto. Se o Brasil quiser terminar a primeira metade do século XXI competitivo, tem que começar as reformas estruturais já e adiantar o máximo possível.

Tem que acabar com essa cultura de não fazer planejamento, adiar tudo e deixar tudo para última hora, depois fazer mal feito.

Anônimo disse...

Mais do que vítima da seca, o nordestino é vítima de oligarquias familiares que dominam e se revezam nas pequenas cidades do interior do nordeste. Estas famílias abastadas nutrem-se das verbas destinadas aos grotões nordestinos e distribuem as migalhas aos "súditos" mantendo-os cativos na ignorância. O que precisa é que se faça um estudo honesto das causas desta miséria e não ficar se apegando a estereótipos criados justamente para colocá-los como vítimas, mas que no fundo tem como objetivo manter estas famílias e a estrutura de poder semelhante a da época medieval. Em uma frase:oligarquias abastadas, povo abestado. (Com todo respeito a este povo forte, mas sem perspectivas).

Anônimo disse...

Temos também nossos nordestinos que elegem luditas marias, luditas paulos e luditas henriques.

Anônimo disse...

Nordeste uma ova! O reduto petralha esta aqui principalmente em POA, Santa Maria e arredores, Basta ver a nossa mídia lulopetista enrustida, as universidades os Colégios tipo Rosário e outros. Botar a culpa nos nordestinos é canalhice. Votaram empeso no Leite para ferrar o Sartori. O Rs esta tomado, infestado e arraigado ainda pelos petralhas não se engane. Olhar o próprio rabo entes de falar dos outros. Povinho sem virtude e escravo da ideologia gramscista e preconceituoso.
Joel

Anônimo disse...

Exatamente. Ajudando nossos irmãos nordestinos a se desenvolverem e saírem das garras das oligarquias e do assistencialismo transformado em instrumento político e eleitoral, teremos a grande chance de desinfetar o Brasil do populismo atrasado e pilantra da esquerda e nos tornarmos um grande país.

elias disse...

10:48
Mas lá tem forca, e eles nãp tem medo de usar.
Aqui, temos audiência de custódia, prisão domiciliar, indulto, um sexto da pena para qualquer crime, etc. etc.
Não vai dar certo.

Anônimo disse...

Os políticos dos Estados do Nordeste são os maiores culpados pela miséria que lá existe. Prometem tudo que é tipo de Bolsa e depois de eleitos viram as costas para nossos irmãos Nordestinos. Os políticos inescrupulosos ficam 4 anos vivendo como reis em Brasília e somente na próxima eleição lá estão novamente sugando os miseráveis.

Anônimo disse...

A extrema esquerda fez campanha para erradicar a Desigualdade Social no Brasil e quando no poder se valeu dela para enriquecer. É o que explica tamanha miséria no Nordeste. E a Desigualdade Social no Brasil continua e em crescimento exponencial, isto é: ( dobraram ) depois desses anos de obscurantismo no governo do país.

Anônimo disse...

No Nordeste tem potencial turístico sim, mas alguém quer fazer turismo onde não tem Segurança nem para o próprio Nordestino?Acabaram com o turismo, acabaram com o Nordeste. Nossos irmãos vão consultar quando se sentem doentes e o médico que os atende chega a conclusão que sua doença é FOME. Chega de hipocrisia, chega de mimimi e vamos mudar essa vergonhosa realidade cobrando dos políticos inescrupulosos que se elegeram prometendo BOLSA miséria para os pobre coitados.

Anônimo disse...

Procure ver Políbio que também no RS a vitória de Haddad ocorreu em municípios pobres, não industrializados e que recebem grande número de benefícios tipo Bolsa Família. Olha o que foi na campanha e sul do estado.

Anônimo disse...

Jair Bolsonaro é político do Baixo-Clero. Isso já diz tudo.

Anônimo disse...

Excelente seu artigo, Fábio Jacques!