Front externo foi quem inflou o dólar e derrubou a Bolsa.

O entusiasmo com a vitória de Jair Bolsonaro na eleição, demonstrado pelo mercado financeiro logo na abertura da sessão de ontem, não resistiu à piora de humor internacional: a Bolsa recuou e o dólar registrou alta.

Foi isto que determinou a alta do dólar e a queda da Bolsa nesta segunda-feira.

2 comentários:

Anônimo disse...

A Bolsa brasileira já havia precificado as eleições. A abertura em forte alta ontem teve mais a ver com EUA, que subiu forte no inicio do dia. À tarde devolveu tudo e mais um pouco. O IBOV caiu junto. Uma breve pesquisa antes de postar informações sobre Mercado Financeiro, ajuda um pouco!!!

Anônimo disse...

O dólar só vai cair quando começaram a aprovar as reforma estruturais. Por isso o Temer está querendo aprovar as reformas até o final do mandato dele, nesses 2 meses. Pelo menos ele não vai fazer igual em outras gestões que não se reelegiam e ficavam no fim do mandato só enrolando.

Essa tentativa de aprovar a reforma da previdência até o final do ano é para ver se o humor da economia melhora e deixar a menor herança maldita possível para o próximo.

É isso que qualquer gestor faz, procura deixar a casa o melhor possível para o próximo.