Caiu o nível de atividade da indústria da construção, diz CNI

O indicador de nível de atividade da indústria da construção recuou 2,1 pontos na passagem de agosto para setembro, atingindo 45,7 pontos, segundo a Sondagem da Indústria da Construção, divulgada ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O novo patamar está abaixo do neutro (50,0 pontos), o que indica um maior ritmo de queda. 

Na comparação interanual, o índice ficou 0,7 abaixo do registrado no mesmo período de 2017. 

Já o Índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEI-Construção) de outubro avançou 1,3 ponto, alcançando 52,1 pontos. O resultado foi influenciado pelo movimento do componente de expectativas, que compensou o recuo do índice de situação atual. 

Estes resultados indicam uma piora de curto prazo no nível de atividade da industrial da construção, ainda que demonstrem uma melhora na expectativa do empresário e uma futura intenção de investimento, o que deve possibilitar uma recuperação do setor.

2 comentários:

Alaor disse...

Os lançamentos imobiliários são feitos para entregar em 36 meses e as obras começam em 12 meses, portanto se houver um aquecimento nos lançamentos o ritmo de construções só aumentará em 12 meses. Essa queda é resultante dos poucos lançamentos do ano passado.

Anônimo disse...

O país esta quebrado. Só voltaria a um patamar raziabra em 10 ou 15 anos.