Oi tem lucro de R$ 30,5 bilhões no 1º tri e já opera com forte valorização

Após divulgar que fechou o primeiro trimestre de 2018 com lucro contábil de R$ 30,5 bilhões, as ações da operadora de telefonia Oi (SA:OIBR4), operam com valorização de 7,4% a R$ 2,90.

O resultado reflete a aprovação do plano de recuperação judicial que reduziu a sua dívida em mais de R$ 36 bilhões. A Oi encerrou o primeiro trimestre com uma dívida total de R$ 13,5 bilhões e posição de caixa de R$ 6,2 bilhões. A dívida líquida, que era de R$ 47,6 bilhões no fim de dezembro, recuou para R$ 7,3 bilhões no fim de março.

E empresa apurou também crescimento de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e de margem Ebitda (que mostra a eficiência operacional) na comparação sequencial. O Ebitda de rotina registra R$ 1,567 bilhão no trimestre, um aumento de 20,5% contra o 4T17. Margem Ebitda de rotina alcançou 27,9%, representando crescimento de 5,4 p.p. versus o 4T17. Mas em relação ao mesmo período de 2017, o resultado foi 8,8% menor.