Todos os alunos do último ano do ensino médio público estadual já saíram das escolas em greve para as escolas sem greve

A totalidade dos alunos do 3o ano do ensino médio público estadual já pediu transferência das escolas em greve para as escolas sem greve.

No total, são 1.100 alunos que mudaram de escola.

E tudo isto por causa da greve do Cpers, que já dura dois meses.

O governo adotou a decisão inédita de permitir as transferências, tudo para evitar que os alunos não consigam concluir os estudos e com isto habilitar-se aos vestibulares do início do ano.

O Cpers enfureceu-se com o caso e chegou a cercar e impedir fisicamente o ingresso dos profissionais das coordenadorias regionais, encarregados de permitir e agilizar as mudanças.

5 comentários:

Anônimo disse...

Por que o governo não disponibiliza as aulas pela internet, com material de leitura e exercícios? Nada mais fácil de fazer e acessar pelos alunos.

Anônimo disse...

Aqui na cidade de Taquara a Escola Felipe Marx ainda está em greve e nenhum aluno foi transferido para outra escola afim de finalizar o último ano.

Anônimo disse...

Se houve transferências, isto prova que existem turmas com poucos alunos espalhados por várias escolas. O Estado está administrando mal os recursos. O Estado deve maximizar o RH com a capacidade física das escolas. Vai sobrar Escola e Professor.

Anônimo disse...

VIVA A DITADURA DO CPERGS E PT.
MERECEM SER TODOS DEMITIDOS, JÁ QUE NÃO QUEREM TRABALHAR MESMO;
DEMISSÃO EM MASSA DEVE RESOLVER ESSA PENDENGA DESSA GENTE DESQUALIFICADA QUE PENSAM QUE VÃO FAZER A SOCIEDADE DO ESTADO SE CURVAR À SUA ARROGÂNCIA E DESSERVIÇO.

Unknown disse...

Que sonho. Dado irreal.