Conheça, aqui, a íntegra da MP sobre a nova tributação dos Fundos Exclusivos

A MP assinada ontem por Temer altera a tributação do Imposto de Renda (IR) sobre fundos financeiros fechados, chamados de Fundos Exclusivos. Destinados a grandes clientes, esses fundos, que são fechados e não têm livre adesão, pagavam, até meados de agosto, Imposto de Renda apenas no fechamento ou no resgate das cotas. O imposto, então, passou a ser cobrado todos os anos, como ocorre com os demais fundos de investimento. Agora, haverá um aumento nessa tributação.

A tributação dos Fundos Exclusivos têm impacto de R$ 10,3 bilhões bruto. No entanto, como se trata de imposto de renda, uma parte tem que ser compartilhada com estados e municípios através do FPM e FPE [Fundos de Participação de Estados e Municípios]. Portanto, restando um saldo líquido para a União de R$ 6 bilhões.

CLIQUE AQUI para examinar a íntegra da MP sobre os fundos exclusivos.

Um comentário:

Unknown disse...

Este é o fundo no qual os marajás do Estado aplicam sua polpuda renda???