Justiça do Trabalho decide que tem que acabar farra de contratação de estagiários na Assembléia do RS

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul foi condenada pela 7ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho  por contratar estagiários sem seleção alguma. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho no RS. A decisão impede a contratação de novos estagiários sem aprovação prévia em processo seletivo objetivo.


O MPT-RS  investigou denúncias de irregularidades na contratação de estagiários em nove órgãos públicos. Além da Assembleia, a Câmara de Vereadores de Porto Alegre, o Banrisul, e os Municípios de Santa Cruz do Sul, Piratini, Restinga Seca, São José do Norte, Gravataí e Pelotas foram investigados.

CLIQUE AQUI para ler toda a decisão.

4 comentários:

Anônimo disse...

Seria melhor ficar sem estágio?

Anônimo disse...


Tem mais ... tem mais !!

Cadê o resto da lista ??

Anônimo disse...

Agora Justiça do Trabalho mostrando serviço?
Depois de tantos anos que contratam estagiários?
Interessante.

Anônimo disse...

Pelo jeito no desgoverno do tarso não se contratava estagiários?