Em apenas um canal, o comentário do editor já emplacou 63 mil visualizações

Somente num dos canais que replicaram o comentário que o editor postou segunda-feira no You Tube, registrou 63 mil visualizações até o início da tarde desta quinta-feira.

É o canal Avança Brasil (CLIQUE AQUI para ver e ouvir o comentário, conferindo também o número de visualizações).

No comentário, o editor explica que Odebrecht e JBS são os dois maiores corruptores da história do Brasil.

A mídia tem preferido centrar o foco nos protagonistas do outro polo, o dos corruptos, que neste caso estão alojados dentro da organização criminosa montada pelo PT, inclusive os governos Lula e Dilma Roussef.

6 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Políbio!!! Reconhecimento pela seriedade e brilhante trabalho.

Anônimo disse...

Parabens polibio braga continue metendo a boca no trombone contra os chefes da orcrim dilmanta e luladrao voce e a senadora ana amelia lemos DO PP sao nossas vozes.... eu sou tucana e lhe acompanho

Anônimo disse...

Não te abaixa Políbio prá essa quadrilha de vermelhos, adoradores de ditadores. O PT, PSOL, e toda a quadrilha de esquerda, estão apoiando o Maduro que está fazendo o povo venezuelano passar fome(não encontram comida prá comprar, nem tendo dinheiro) e já assassinou 126 pessoas, desde abril deste ano.

Anônimo disse...

Parabéns ao Editor, cada vez melhor!

Sheila disse...

Parabéns. Se irrita os vermelhos, estou ao seu lado.

Anônimo disse...

CHEFE DO EXÉRCITO VAI ÀS REDES E CRÍTICA CAOS FISCAL DE TEMER E MEIRELLES:

O general Eduardo Villas Boas, comandante do Exército, usou seu perfil no Twitter para criticar o aperto orçamentário que a força terrestre está sofrendo; a instituição está enfrentando um grave contingenciamento de recursos que, segundo fontes militares, está praticamente paralisando os programas estratégicos do Exército, como o Sisfron, sistema de vigilância de fronteiras; contingenciamento de recursos é resultado do caos econômico de Henrique Meirelles e Michel Temer: enquanto Meirelles produziu um rombo anual de R$ 160 bilhões e estourou a meta, Temer gastou R$ 13,4 bilhões só pra se salvar; com isso, governo agora é obrigado a cortar em serviços básicos, como a defesa do País.

4 DE AGOSTO DE 2017

247 - O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, usou as redes sociais para criticar o aperto orçamentário que a força terrestre está sofrendo. A crítica foi feita nesta quinta-feira, 3, em seu perfil no Twitter. Os recursos hoje disponíveis nos caixas do Exército são suficientes para que se chegue apenas até o mês de setembro.

“Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao @exercitooficial. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites”, disse o general no microblog, ao falar sobre as dificuldades que a instituição está enfrentando e o grave contingenciamento de recursos que, segundo fontes militares, está praticamente paralisando os programas estratégicos do Exército, como o Sisfron, sistema de vigilância de fronteiras.

A principal queixa dos militares é de que o governo federal impõe seguidas missões ao Exército em todas as áreas, mas a equipe econômica não repassa os recursos necessários para o desempenho dos trabalhos. A última delas foi no Rio, com uma nova ida de tropas para as ruas, para tentar oferecer segurança à população.

As informações são de reportagem de Tânia Monteiro no Estado de S.Paulo.

PS: ]Bom sinal, até o EB já está perdendo a paciencia com O traíra. Caminho para Lula2018 está bem pavimentado. Agora é administrar os fracassos das panelas e esperar 2018 com paciência.