Deflação das commodities agrícolas explicou o recuo do IC-Br em julho

O indicador acumulou alta de 0,5% nos últimos 12 meses e queda de 4,5% em 2017, reforçando o cenário benigno para a inflação neste ano.

O IC-Br, indicador que mensura o preço das commodities em reais, recuou 0,58% em julho, após mostrar estabilidade no mês anterior, de acordo com os dados divulgados ontem pelo Banco Central. 

O movimento foi explicado pela deflação mais intensa das commodities agrícolas, que passaram de uma queda de 0,3% para outra de 1,4%. 

No sentido oposto, o índice referente aos metais manteve a trajetória altista dos meses anteriores, passando de uma elevação de 1,7% para outra de 1,9% no período. 

Os preços das commodities energéticas, por sua vez, reverteram a queda de 0,9% registrada em junho, avançando 0,7%. 

Nenhum comentário: