Percentual de famílias gaúchas endividadas cresce em julho e foi a 72,9%

O resultado da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), elaborada pela Fecomércio-RS e divulgada nesta quinta-feira, revela que o endividamento permaneceu alto pela necessidade de consumo em um cenário de restrição de renda. 

O indicador fechou em 72,9%, contra 60,4% observados no mesmo período do ano passado. Também ocorreu avanço sobre junho/2017 (70.6%). A pesquisa pode ser acessada aqui.

O cartão de crédito ainda é o principal meio de dívida dos gaúchos, segundo 84,8% dos entrevistados, seguido por carnês (25,7%), financiamento de veículos (21,8%) e crédito pessoal (15,3%).

O percentual de pessoas com dívidas em atraso em julho (31,0%) se mostrou acima do registrado no mesmo período do ano passado (17,3%).

A pesquisa revela ainda que o índice de gaúchos sem condições de honrar suas dívidas vencidas nos próximos 30 dias saiu de 6,5% em julho/2016 para 11,9% em julho/2017. O presidente da Fecomércio-RS reforça que enquanto não houver melhora no mercado de trabalho, a regularização de dívidas ainda levará tempo.

Um comentário:

Anônimo disse...

O PROJETO MARXISTA/COMUNISTA ATINGINDO SEUS OBJETIVOS....TODOS POBRES...CADA VAZ MAIS POBRES....