Desaceleração do IPC em julho refletiu o recuo dos preços de habitação

O IPC-Fipe recuou 0,01% em julho, conforme os dados divulgados nesta manhã. 

A ligeira desaceleração em relação a junho, quando o índice avançou 0,05%, foi explicada pelo recuo dos preços de habitação, que passaram de uma alta de 0,88% para uma queda de 0,20%. No mesmo sentido, o grupo de Despesas Pessoais desacelerou de 0,25% para 0,03%. Por outro lado, os preços de transportes (0,17%) e saúde (1,18%) avançaram no período, refletindo os efeitos iniciais dos impostos sobre combustíveis e o aumento das mensalidades dos planos de saúde, respectivamente. Com isso, o IPC total acumulou alta de 2,1% nos últimos doze meses e 0,98% no acumulado do ano. 

Nenhum comentário: