Opinião do editor - Saiba por que razões pessoais também animamcongressistas contra os sindicatos da CUT

A reforma trabalhista vi acabar com o sanduíche de mortadela.

A enorme disposição dos senadores em liquidar de uma vez com a reforma trabalhista, não reflete apenas a força da maioria aplastante do governo Temer, mas também outras duas atitudes diferentes, uma das quais de caráter muito pessoal:

1) A reforma fará bem para o País.
2) Senadores, como também os deputados antes, querem acabar com a inundação de dinheiro nos cofres dos sindicatos e centrais de trabalhadores e patrões (Fiergs, por exemplo, no RS), tudo sendo usado sem fiscalização alguma. Os sindicatos e centrais de trabalhadores, tipo CUT, ao longo dos anos, constrangeram e constrangem deputados e senadores, tudo através de outdoors, em aeroportos e no próprio Congresso, usando e abusando e enorme agressividade e arrogância. Além disto, CUT enche os cofres e os músculos do PT, como faz a Força Sindical com o Solidariedade, em clara vantagem sobre os concorrentes. A hora do troco chegou. A atitude de CUT e seus sindicatos, como também aliados, de evitarem na undécima hora os cercos físicos nos aeroportos, tentando aplacar os ânimos, não dá mais resultados.