Joesley vai a Nova Iorque buscar extratos das contas de propina de Lula e Dilma

A coluna Radar, /veja de hoje, revela que Joesley Batista viajou para Nova Iorque com o objetivo de buscar extratos das contas de propinas intituladas Lula e Dilma.

O termo de colaboração 1 do empresário Joesley Batista, do Grupo JBS, descreve o fluxo de duas ‘contas-correntes’ de propina no exterior, cujos beneficiários seriam os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. O empresário informou à Procuradoria-Geral da República que o saldo das duas contas bateu em US$ 150 milhões em 2014. Ele disse que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda/Governos Lula e Dilma) operava as contas.

Inicialmente se pensou que a conta estava em nome de empresas offshores em banco na Suíça, mas agora sabe-se que elas estão em Nova Iorque.

Joesley usava bancos nos Estados Unidos.