Joesley vai a Nova Iorque buscar extratos das contas de propina de Lula e Dilma

A coluna Radar, /veja de hoje, revela que Joesley Batista viajou para Nova Iorque com o objetivo de buscar extratos das contas de propinas intituladas Lula e Dilma.

O termo de colaboração 1 do empresário Joesley Batista, do Grupo JBS, descreve o fluxo de duas ‘contas-correntes’ de propina no exterior, cujos beneficiários seriam os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. O empresário informou à Procuradoria-Geral da República que o saldo das duas contas bateu em US$ 150 milhões em 2014. Ele disse que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda/Governos Lula e Dilma) operava as contas.

Inicialmente se pensou que a conta estava em nome de empresas offshores em banco na Suíça, mas agora sabe-se que elas estão em Nova Iorque.

Joesley usava bancos nos Estados Unidos.

22 comentários:

Anônimo disse...

Isso é IRRELEVANTE, Políbio!!! Relevante é o seguinte:

- Eleição 2018, EM VOTOS VÁLIDOS, Segundo (e ÚLTIMO) Turno:

LULA: 54,5%
BOLSONARO: 45,5%

LULA: 54,4%
DÓRIA: 45,6%

LULA: 59%
ALCKMIN: 41%

LULA: 55,6%
MARINA: 44,4%

E ainda tem IDIOTA achando que Lula perde essa eleição!!


Obs: Vamos aguardar para ver se os "extratos do Joesley" trazem de fato os nomes de Lula e Dilma, ou se é mais uma FRAUDE como tantas outras que tentam atingir Lula e o PT!!!

Anônimo disse...

E o povo sobrecarregado de impostos para abastecer a extravagância do dinheiro público nas mãos de gestores incompetentes e irresponsáveis.

Anônimo disse...

Se o lulaLADRÃO usava contas americanas, mesmo que seja usando seu imenso laranjal, vai levar uma lepa do tamanho dum caramalhão do Tio Sam.

Anônimo disse...

A conta deve estar em nome de alguma alma honesta ?!!!

Honest alm ....... saldo : 130,000.000.000 U$S

Anônimo disse...

Mais uma do malandro. Em 11 anos tendo o PT como governo cresceu o faturamento de suas empresas de 4 bi para 150 bi. Alega que o grande chefe é Temer. Desta conta nos EUA pagou até o seu próprio casamento e até barcos. Diz nunca ter falado com Lula. Mas se encontrou com ele na casa de Cunha para discutir o impeachment de Dilma.
A propósito, apagou conversas do seu famoso gravador. Mas, a PF conseguir recuperar. Agora, está apavorado atrás do gravador via STF.
Dá-lhe Janot e seus garotos braços-esquerdos.

Façanha, o advogado do povo disse...

O CABARÉ BRASIL NÃO TEM MESMO JEITO...BANDIDO A SERVIÇO DO MP FEDERAL!

Anônimo disse...

Tem muito CC petista sem ter o que fazer e já começaram a campanha do "molusco"...

Anônimo disse...

Por essas os petralhas não esperavam. Conta da corrupção na Suiça é uma coisa. Conta da corrupção nos EUA é outra bem diferente. Lá é FBI neles e cana dura na certa. Mas primeiro a dupla petralha puxa uns anos de cana por aqui mesmo.

Anônimo disse...

Blog do Polibio.....

PGR já tem os extratos das contas de US$ 150 milhões da propina usada para campanha de Dilma em 2014

Entre as provas reveladas hoje pela revista Época (leia a seguir) estão os famosos extratos das duas contas mantidas por Joesley nos Estados Unidos – e não na Suíça – com saldo de propina no BNDES, por combinação com o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

São aquelas contas cujo saldo, cerca de US$ 150 milhões, serviu para financiar a campanha de Dilma em 2014 – e também dos partidos que toparam, por valores altíssimos, aliar-se a ela.

Dilma e Guido Mantega são os próximos alvos do caso JBS, que ainda se encontra no âmbito de Janot e STF, mas nenhum dos dois possui foro privilegiado. As investigações sobre Mantega deverão ser transferidas para SP e as de Dilma para Porto Alegre.

PS: Mas afinal, já não tinham os extratos?

Anônimo disse...

Esse ladrão do 9dedos, se não for preso antes, jamais chegará novamente à presidência. Pq...??? ele só foi eleito em 2003 pq o PT aceitou fazer coligação com o PMDB. Esses elementos da ORCRIM, imaginam chegarem novamente ao poder sem o PMDB como aliado...??? só tendo como aliado o PDT, PSTU, PCdoB e outros trastes da esquerda comunista...???

Anônimo disse...

Porque nao apresentou no momento da delaçao?Nao acredito numa palavra deste bandido e muito menos o Janot que deixou bandidos soltos

Anônimo disse...

O petralha das 15:39 das duas uma (ou as duas): Ou é parente muito próximo
da familia dos jumentos ou é um irrecuperável e está a altura do chefão do quadrilhão.

Anônimo disse...

Acredita nas pesquisas ?

Anônimo disse...

Os ladrões safados Lula e Dilma certamente têm muita grana escondida no exterior, cadeia é muito pouco para esses dois criminosos!

Anônimo disse...

O malacabado está lascado.

Anônimo disse...

GASPARI: CONSULTORIA DE MEIRELLES É DEZ VEZES MAIOR QUE A DE PALOCCI:

Elio Gaspari destaca, em sua coluna desta domingo, o tamanho da consultoria do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; "Entre 2015 e 2016, a empresa de consultoria do ministro Henrique Meirelles faturou R$ 217 milhões, ou cerca de US$ 60 milhões. Em 2011, o mundo veio abaixo quando revelou-se que Antonio Palocci faturara R$ 20 milhões com sua empresa de consultoria, num só ano", escreve.

30 DE JULHO DE 2017

247 - O volume movimento pela consultoria de Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, é dez vezes maior do que a do ex-ministro Antonio Palocci, destaca Elio Gaspari em sua coluna neste domingo.

"Entre 2015 e 2016, a empresa de consultoria do ministro Henrique Meirelles faturou R$ 217 milhões, ou cerca de US$ 60 milhões.

Em 2011, o mundo veio abaixo quando revelou-se que Antonio Palocci faturara R$ 20 milhões com sua empresa de consultoria, num só ano.

(...)

Uma das mais famosas firmas de consultoria de grife do mundo, a do ex-secretário de Estado americano Henry Kissinger, não revela seus números. Em 1986, quando ele ainda estava no auge da forma e da fama, soube-se que ela faturou US$ 5 milhões.

A empresa de Kissinger tem a sua grife, mas nela estiveram craques como Timothy Geithner, o celebrado secretário do Tesouro de Obama durante a crise financeira mundial."

PS: Resumo da Opera: Ministros da Fazenda, porém um faz parte dos 4 Ps (preto, put...pobre e petista) um está preso (Palocci) o outro (meirelles) é do Mercado não tem o nome jogado na merda do ventilador da imprensa marrom glace, não é investigado pelos herois da PF e MPF, muito nenos responde processo e ainda tem no curriculum vitae a Presidencia do Conselho da JBS...

Anônimo disse...

FOLHA RIFA TEMER E PEDE QUE ELE SEJA INVESTIGADO

Depois de arcar com o ônus de apoiar o golpe que solapou a democracia brasileira e um governo apoiado por apenas 5% dos brasileiros, a Folha de S. Paulo reviu sua posição e pediu neste domingo, num longo editorial, que Michel Temer seja investigado por corrupção, o que levaria ao seu afastamento do cargo; "Deixar de investigar indícios tão fortes de irregularidade seria votar a favor de uma política, um sistema e uma visão de país que não podem continuar a ser o que são. Mudá-los, dentro da democracia, do direito à defesa e do equilíbrio institucional, tem um custo de incertezas e eventuais injustiças. Mas não há como não enfrentá-lo, e já", diz o texto do jornal de Otávio Frias Filho.

30 DE JULHO DE 2017

247 – Depois de arcar com o ônus de apoiar o golpe que solapou a democracia brasileira e um governo apoiado por apenas 5% dos brasileiros, a Folha de S. Paulo reviu sua posição e pediu neste domingo, num longo editorial, que Michel Temer seja investigado por corrupção, o que levaria ao seu afastamento do cargo.

"Deixar de investigar indícios tão fortes de irregularidade seria votar a favor de uma política, um sistema e uma visão de país que não podem continuar a ser o que são. Mudá-los, dentro da democracia, do direito à defesa e do equilíbrio institucional, tem um custo de incertezas e eventuais injustiças. Mas não há como não enfrentá-lo, e já", diz o texto do jornal de Otávio Frias Filho.

Leia, abaixo, a íntegra: A decisão que urge

Experimentando índices elevadíssimos de impopularidade, o presidente Michel Temer (PMDB) se aproxima de mais um difícil teste político-institucional com a votação na Câmara dos Deputados, marcada para esta semana, da denúncia contra ele apresentada pela Procuradoria-Geral da República.

Os fatos que fundamentam a peça acusatória são, a esta altura, largamente conhecidos.

Numa conversa estranha agenda oficial, em 7 de março, o presidente da República indicou ao empresário Joesley Batista, da JBS, o nome de seu assessor de confiança Rodrigo Rocha Loures como interlocutor nos diversos assuntos e pendências que o grupo empresarial mantinha com o poder público.

Semanas depois, em 28 de abril, flagrou-se Rocha Loures com mala contendo R$ 500 mil, que lhe havia sido entregue por um executivo da JBS. Conforme a denúncia, o próprio Temer seria o destinatário da propina, a caracterizar o crime de corrupção passiva. (...)

Anônimo disse...

Os tais extratos só trazem o nome de Joesley!!

Nada tem contra Lula e Dilma!!

Esse Janot é um IDIOTA se acha que pode acusar Lula e Dilma baseado só na palavra de um empresário que quer fugir da cadeia!!

Anônimo disse...

TEMER TORROU R$ 4,1 BI EM EMENDAS PARA SE SAFAR:

Para conseguir o apoio parlamentar necessário para barrar a denúncia de corrupção apresentada por Rodrigo Janot, Michel Temer torrou R$ 4,1 bilhões em emendas parlamentares apenas em junho e julho – o equivalente a 97% do total liberado o ano inteiro –, e direcionou o foco do Executivo para projetos destinados às prefeituras, como o programa de regularização fundiária; Temer montou ainda uma verdadeira maratona de reuniões: recebeu mais de 160 deputados e senadores; o peemedebista, no entanto, não deve ter muito tempo para comemorar; antes de deixar o cargo, Janot apresentará uma nova acusação de obstrução da Justiça e organização criminosa.

30 DE JULHO DE 2017

247 - Michel Temer tanto manobrou que deve conseguir escapar da primeira denúncia da Procuradoria-Geral da República feita contra ele.

O peemedebista recebeu mais de 160 deputados e senadores, acelerou emendas parlamentares, lançou “pacotes de bondades”, manteve como aliado Rodrigo Maia (DEM-RJ), seu eventual sucessor, e se beneficiou das “ruas vazias”.

Desde 17 de maio, quando veio à tona o conteúdo da delação premiada do empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, Temer recebeu em seu gabinete no Palácio do Planalto 133 deputados federais e 30 senadores. Após a denúncia chegar à Câmara em 29 de junho, Temer iniciou uma verdadeira “blitze política” para receber deputados e convencê-los a votar contra a abertura de investigação no Supremo Tribunal Federal. Em um único dia, recebeu 30 parlamentares.

O peemedebista atendeu a interesses da base, como a liberação de R$ 4,1 bilhões em emendas parlamentares apenas em junho e julho – o equivalente a 97% do total liberado o ano inteiro –, e direcionou o foco do Executivo para projetos destinados às prefeituras, como o programa de regularização fundiária. A pouco mais de um ano das eleições de 2018, a oferta de recursos para obras em municípios tem como objetivo ajudar deputados e senadores a colher dividendos em suas bases eleitorais.

No entanto, uma nova denúncia contra Temer, com a acusação de obstrução da Justiça e organização criminosa, deve ser apresentada por Janot, que vai deixar o comando do Ministério Público Federal no dia 17 de setembro. Novas delações também podem voltar a conturbar o ambiente político.

As informações são de reportagem de Isadora Peron e Carla Araújo no Estado de S.Paulo.

PS: Farra do boi?

Anônimo disse...

Lista de Furnas, usada em processo por Gilmar, é anexo da delação de Valério:

28/07/2017

Jornal GGN - Uma versão da famosa "lista de Furnas" virou um anexo da delação premiada de Marcos Valério junto à Polícia Federal, segundo informa o Painel da Folha desta sexta (28).

O documento já foi descreditado pelo próprio publicitário no passado e usado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, para processar a CartaCapital. O magistrado arrancou R$ 507 mil da revista em indenização. "Gilmar aparecia no papel como destinatário de R$ 185 mil", comentou a coluna. Ao lado de seu nome, aparecia 'AGU'."

A lista "enumera repasses de propina a dezenas de autoridades. A peça é controversa. Anos atrás, outras versões da planilha foram encontradas com Nilton Monteiro, o estelionatário que fez a chamada 'lista de Furnas'. Na ocasião, o próprio Valério disse que os papéis eram falsos", publicou.

Segundo a coluna, Valério ofereceu a versão da lista na delação que tentou fechar com o Ministério Público de Minas Gerais. Mas a Promotoria rejeitou o acordo com o réu do mensalão, que terá a colaboração analisada pelo Supremo Tribunal Federal, já que cita nomes com foro privilegiado, como Aécio Neves.

Com Gilmar, a controversa consiste no fato de Valério alegar que "elaborou o documento em 1999. Mendes, porém, só foi nomeado advogado-geral da União em janeiro de 2000."

Procurado, o advogado de Gilmar já avisou que se a lista for usada, "tomará novas medidas."

Além do ministro, empresários, políticos e outras autoridades são citadas.

PS: Essa gente não aprende? Delação Premiada só cola se for contra o PT, lula, dilma ou alguém ligado ao PT, a República de Curitiba que o diga.

Roberto disse...

Olhando as pesquisas do anonimo das 15:39, constata-se mais uma vez a conhecida frase de Bobby Fields: "No Brasil, a burrice teve um passado glorioso e um futuro promissor"!

Anônimo disse...

O argumento de Temer:

30.07.17 - O antagonista

Nas conversas com 133 deputados e 30 senadores sobre a denúncia por corrupção passiva, Michel Temer, segundo o Estadão, "usou o argumento de que, se nem mesmo ele está seguro contra o avanço da Operação Lava Jato, imagine como ficaria o destino dos parlamentares que também são alvo de investigações".
É o argumento mais convincente em Brasília.

PS: O traira/PMDB/PSDB não brinca em serviço. Ele não é Republicano como eram Lula e Dilma.