Juiz Federal condena Pericles Druck a 28 anos de cadeia e manda derrubar hotel de luxo IL Campanário

A Justiça de Santa Catarina condenou 11 pessoas à prisão e ordenou as demolições de cinco "beach clubs" de Jurerê Internaiconal, a praia mais badalada de Florianópolis, e do luxuoso hotel IL Campanario (foto), pertencente ao grupo Habitasul.

O empresário Péricles Druck, presidente do grupo, foi quem recebeu a condenação mais pesada na sentença publicada ontem — 28 anos de prisão em regime fechado, além de multa e prestação de serviços comunitários. O juiz federal Krás Borges considerou-o chfe de uma quadrilha que corrompeu dirigentes e servidores públicos. Outros três subordinados de Péricles também receberam penas de prisão em regime fechado: Hélio Scheffel Chevarria (24 anos e três meses), Leandro Schoninger (15 anos) e Fernando Tadeu Habckost (14 anos).

Todos foram considerados culpados de participar de um esquema de compra de licenças ambientais investigados na Operação Moeda Verde, deflagrada em 2006. O IL Campanário Villaggio Resort, famoso por receber celebridades, como a socialite americana Paris Hilton, deverá ser demolido de acordo com a sentença. Além dele, os "beach clubs" El DiviiEl Divino/Donna, Taikô, Café de la Musique, Simple on the Beach (atual 300 Cosmos), Pirata (atual AquaPlage), todos localizados em Jurerê Internacional também deverão ser demolidos.

Cabe recurso da sentença e ninguém será preso nesta fase.