Expectativas para a inflação e o PIB foram novamente revisadas para baixo.

Mantendo a tendência das últimas semanas, as projeções para a inflação e o crescimento do PIB deste e do próximo ano foram mais uma vez revistas para baixo na última semana, segundo as estimativas coletadas até o dia 23 de junho e divulgadas há pouco pelo Relatório Focus do Banco Central. 

Inflação - As expectativas para o IPCA recuaram de uma alta de 3,64% para outra de 3,48% para 2017 e passaram de 4,33% para 4,30% para 2018.

PIB - A mediana das projeções para o crescimento do PIB, por sua vez, também foi calibrada de 0,40% para 0,39% para este ano e de 2,20% para 2,10% para ano que vem.

Juros - Sem alterações em relação às últimas semanas, a mediana da taxa Selic permaneceu em 8,50% para o final de 2017 e de 2018.

Câmbio - Por fim, a mediana das expectativas para a taxa de câmbio foi ajustada de US$/R$ 3,30 para US$/R$ 3,32 para o final deste ano e seguiu inalterada em R$/US$ 3,40 para o final do próximo ano.

2 comentários:

Unknown disse...

********E*S*T*A*G*F*L*A*Ç*Ã*O********

Anônimo disse...

A palavra oligofrênica "estagflação" significa inflação com depressão econômica. Depressão parece óbvio - mas por quê a inflação continua caindo?