Auditores fiscais "descobriram" como aumentar receita estadual gaúcha em R$ 5 bilhões por ano

Os auditores fiscais da Fazenda do Rio Grande do Sul anunciaram no fim de semana que descobriram a pedra filosofal capaz de resolver o aperto financeiro do governo do RS e listaram as cinco medidas que poderão  aumentar em R$ 5,075 bilhões a arrecadação anual do Estado.

Os auditores fiscais, representados pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do Estado do RS (Sindifisco-RS, acham que o atual governo foca a sua atuação no Tesouro, sob o ponto de vista do combate às despesas.

Eis o que os sindicalistas sugerem, repetindo o que os próprios governos do PMDB, PT, PDT e PP já fazem ou fizeram ou explicaram porque não podem ou não puderam fazer

1) Economia em compras: R$ 1,52 bilhão
2) Substituição tributária: R$ 825 milhões
 3) Lei Kandir: R$ 1,5 bilhão
4) Isenções fiscais: R$ 690 milhões
O RS concede anualmente cerca de R$ 9 bilhões em incentivos fiscais a setores produtivos – levando em conta apenas os benefícios concedidos e sob o controle do Estado, não aqueles concedidos pela União. 
5) Reforço no combate à sonegação: R$ 540 milhões por ano.